A gripe h1 n1 “gripe suína”

gripegrande

Gripe H1 N 1 “suína”

Dúvidas e medos

A grande preocupação hoje é a gripe suína a transmissão é de pessoa a pessoa. Mesmo antes dos primeiros sintomas, um portador do vírus pode transmiti-lo pelo ar ou pelas mãos. Agora chamada gripe H1 N1.

A Gripe H1 N1

É uma doença respiratória de porcos, provocada por um vírus influenza do tipo A, iniciada no México e que pode se propagar rapidamente.

O vírus

O vírus influenza tipo A é o responsável pela doença. Esses vírus têm alto poder de mutação e isso pode ocorrer no homem e no porco, um animal que possui, nas vias respiratórias, receptores sensíveis aos vírus da influenza de suínos, humanos e aviários.
Atualmente, há quatro tipos de vírus de gripe do tipo A são H1N1, H1N2, H3N2 e H3N1. O atual é uma mutação do H1N1.

O contágio

Pela tosse ou pelo espirro de pessoas infectadas o quadro pode ser transmitido entre os humanos (como qualquer infecção viral respiratória – caxumba, rubéola, sarampo, etc.).

Sintomas

Os sintomas são normalmente similares aos da gripe comum, porém, muitas vezes, mais agudos e incluem febre, moleza, falta de apetite e tosse. Coriza clara, garganta seca, náusea, vômito e diarréia também podem acontecer, assim como, dores de cabeça, dor muscular e articular.

Não há sintomas específicos que identifiquem o quadro de gripe “suína”. São os sintomas de qualquer gripe.

Diagnóstico

Para conseguir a certeza só isolando o vírus influenza tipo A, analisando amostras respiratórias dos pacientes, nos primeiros 4 a 5 dias ou até 10 dias em crianças.

Vacinação

Até hoje, a vacina contra gripe h1 n1 só existe para os porcos e com o vírus sem mutação. As vacinas atuais de gripe não oferecem proteção contra a gripe h1 n1.

Tratamento

Algumas drogas antivirais (zanamivir e oseltamivir) estão sendo usadas na prevenção e tratamento da doença, tentando impedir a replicação do vírus dentro do corpo humano.

Prevenção

Segundo o CDC (Centro de Prevenção e Controle de Doenças dos EUA), a atitude mais adequada e cabível para o momento é evitar a doença e o contato com pessoas doentes. Os cuidados higiênicos são os mesmos que se deveria ter para prevenir contágio de quaisquer doenças infecto-contagiosas.
O uso de máscaras respiratórias ou cobrir o nariz e a boca quando tossir ou espirrar são questionáveis, se você não tiver o contato com pessoas provenientes das regiões onde está a doença.

Lavar as mãos com água e sabão, sempre após espirros ou tosse.

Atenção: Não há contaminação ao comer a carne de porco cozida (a 70º) porque os vírus da gripe suína são destruídos a essa temperatura. Por esse motivo houve a troca do nome da gripe para que as pessoas não deixassem de consumir a carne e derivados de porco.

1 Estrela2 Estrela3 Estrela4 Estrela5 Estrela (Ainda sem avaliação)

6 Comentários

Deixe um comentário