Acupuntura com ou sem agulhas conheça as técnicas

acupuntura

A acupuntura é utilizada em tratamentos de diversas doenças. Aprovada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e reconhecida como especialidade médica pelo Conselho Federal de Medicina, uma técnica milenar chinesa tomou um grande campo de utilização em todos os países até mesmo aqui no Brasil.

Algumas vezes o paciente tem receio de se tratar com as famosas agulhas com medo de algum tipo de transmissão da AIDS por exemplo vale lembrar que não há risco algum pelos motivos tais como:

Os pontos de acupuntura são áreas de “zona neutra” onde não existe a possibilidade contágio de nenhuma doença. Mas somente no ponto certo, com precisão absoluta.

As agulhas de acupuntura, são maciças, não oferecem condições para alojar microorganismos, e sua esterilização extremamente facilitada, por serem compactas.

As agulhas de acupuntura não são introduzidas em vasos, veias ou artérias, mas somente em pontos distantes de vasos, não há contato com sangue nem esperma.

A exposição do vírus ao ar por pouco tempo, é suficiente para matá-lo.

O contato com o álcool de boa qualidade é o bastante para eliminá-lo.

O método é indolor, a espessura das agulhas é 16 vezes menor do que a agulha de injeção.

São vários tipos de acupuntura, de origem em diferentes partes do mundo.
A Medicina Chinesa Tradicional, que restaura o fluxo natural de energia por meio do estímulo de pontos de pressão pelo corpo.

A acupuntura japonesa com agulhas mais finas e curtas, que quase não perfuram a pele, se divide em duas formas: raiz e local. A acupuntura de raiz cuida do desequilíbrio total de energia no corpo, enquanto a acupuntura local trata de sintomas específicos.

A acupuntura dos cinco elementos é uma antiga técnica chinesa utilizada para tratar tanto de problemas do corpo como da mente.

A acupuntura auricular tem por finalidade todos os pontos de acupuntura concentrados na orelha. Com duzentos pontos nas orelhas e cada um é conectado a uma ou várias áreas do corpo.

A acupuntura manual coreana é semelhante à acupuntura auricular, com exceção de que o ponto central é a mão, e não a orelha. Pontos nos meridianos da mão, quando estimulados, correspondem a várias partes do corpo.

Acupuntura com técnicas e estilos:

A eletroacupuntura envia uma corrente elétrica através das agulhas para estimular os pontos de pressão durante a sessão.

A sonoacupuntura aplica ondas sonoras aos pontos de acupuntura. As vibrações estimulam pontos de pressão de maneira mais sutil do que as agulhas. A sonoacupuntura costuma ser combinada com a acupuntura.

A acupressão seguindo os princípios da acupuntura, utiliza pressão em vez de agulhas. O terapeuta utiliza seus dedos para pressionar os pontos de pressão.

A moxibustão utiliza o calor para estimular os pontos da acupuntura. O calor é gerado pela queima de uma erva chamada moxa, que vem da artemísia. Há dois tipos de moxibustão: direta e indireta.

O cupping faz com que sejam posicionados jarros ou xícaras aquecidas sobre a pele. A sucção puxa a pele para o interior dos jarros, criando um efeito semelhante ao vácuo e que estimula os pontos de acupuntura.

A acupuntura tem em seus estudos casos comprovados na ajuda no tratamento de osteoartrose, fibromialgia, náusea induzida pela quimioterapia, fertilização in vitro, problemas de controle de bexiga entre outros.

As agulhas podem ficar no seu corpo de 5 a 20 minutos. Durante a sessão as agulhas podem ser giradas, aquecidas ou levar estímulos elétricos dependendo do acupunturista.

A acupuntura é segura, os efeitos colaterais são dor e sangramentos leves, irritação ou ferimentos no local da agulha vale lembrar que isso pode mudar de pessoa para pessoa.

1 Estrela2 Estrela3 Estrela4 Estrela5 Estrela (Ainda sem avaliação)

Deixe um comentário