Alimentação ideal na Terceira Idade

Alimentos para uma vinda longa

Quando somos jovens, pensamos que nada pode nos fazer mal. Muitas pessoas passam anos de suas vidas comendo as coisas erradas e bebendo o que não deveriam. Com o passar do tempo, começam a surgir certas preocupações com o corpo e a mente.

Através da alimentação é possível enganar o envelhecimento, tanto da pele, quanto do organismo e da mente. A elasticidade, o funcionamento dos órgãos e a memória são alguns dos possíveis beneficiados por uma nutrição saudável.

Existem alguns alimentos específicos que nos concedem muitos benefícios. Para fortalecer a memória, por exemplo, aconselha-se o consumo de tomate, pois ele possui ácido ferúlico, que protege os neurônios da degeneração e inibe doenças como os males de Alzheimer, Parkinson e demência senil. Dê sempre preferência aos tomates orgânicos, pois esse alimento, geralmente, é tratado com muitos agrotóxicos.

Para dar uma ajudinha à pele, invista na castanha-do-pará nas refeições. Ela é uma ótima fonte de vitamina E e selênio, o que ajuda a combater os radicais livres e retardar o envelhecimento, além de diminuir o risco de doenças do coração. Pequenas quantidades diárias de castanha já garantem os benefícios.

Já para contribuir com a imunidade, o consumo de alho é bastante aconselhado. Além disso, o alho também ajuda a combater vírus, bactérias e fungos que podem causar infecções. Para obter os seus benefícios, consumir um ou dois dentes de alho pequenos ao dia já é suficiente.

 

Por Ingrid de Castro.

Deixe um comentário