Alimentação na Menopausa

Fase delicada na vida de toda mulher, a menopausa acontece quando os ovários param de funcionar e deixam de produzir os hormônios progesterona e estrógeno. Sinalizando o final do final do período fértil, ela ocorre por volta dos 51 anos, mas seus sintomas (como calor intenso, suores noturnos, ansiedade, etc) já podem começar a serem sentidos de 2 a 4 anos antes.

Por isso, manter uma dieta adequada é estritamente importante nessa fase, pois quanto melhor for a alimentação, melhor será a menopausa.

Abaixo, algumas orientações de como deve ser a alimentação na menopausa:

– Fracione as refeições;

– Evite consumir grandes volumes de comida;

– Crie o hábito de colocar semente de linhaça triturada na alimentação. É necessário triturar no momento que for consumir ou já comprá-la estabilizada, assim irá preservar o ômega 3 e lignanas utilizada na terapia de reposição hormonal;

– Devido a facilidade para engordar e aumentar o colesterol ruim e triglicérides, evite frituras, alimentos gordurosos, excesso de açúcares, massas e sobremesas com frequência;

– Consuma alimentos ricos em cálcio que são os vegetais verde-escuros, peixes, sementes (abóbora, melância), leite de soja enriquecido com cálcio, tofú, e leites de vaca desnatado e seus derivados; que ajudam a evitar a osteoporose;

– Aumente o consumo de água;

– Consuma de 3 a 5 porções de frutas por dia fracionadas;

– Consuma de 4 a 5 porções (pires) de vegetais por dia;

– Evite bebida alcóolica, café e refrigerantes;

– Introduza a soja na alimentação. Por exemplo, existem receitas deliciosas de hamburguer de soja e bolinhos de soja assado;

– Aumente o consumo de antioxidantes na alimentação, como vitamina C (laranja, kiwi, acerola, mexirica, pimentão), betacaroteno (cenoura, abóbora, mamão, tomate, folhas verde-escuras), vitamina E (nozes, castanhas, óleos vegetais), zinco (cereais integrais, carnes), selênio (castanha do pará, peixes) e manganês (pistache, amêndoa, castanha);

– Cuidado com o excesso de sal na alimentação! Tanto o sal de cozinha quanto dos alimentos industrializados (frios, salsicha, linguiça, nuggets, sopa e macarrão instantâneo, etc).

Por Malanny Serejo / Fonte: www.anutricionista.com.

foto: divulgação

Deixe um comentário