Ansiedade – Sintomas e Tratamento

Ansiedade – sintomas e tratamento

Medo e preocupação excessiva com o que ainda está para acontecer, a ansiedade atrapalha a vida de muitas pessoas. Seja aquele suor frio nas mãos, acompanhadas de palpitações, na hora de apresentar algum trabalho importante ou nas horas em que se precise falar em público, a ansiedade quando passa do limite, acaba por afetando a vida dos que dela sofrem e, muitas vezes, até os bloqueando e impedindo de realizar tarefas corriqueiras, como dirigir. O que acaba por influenciar, negativamente, a vida e relações sociais e profissionais do ansioso ao extremo.   Sintomas mais graves podem ser apresentados por quem sofre da doença, e são indícios de que se faz necessária uma intervenção médica. Dores no peito, falta de ar, são alguma delas.

A ansiedade, nestes casos, é uma desordem cerebral, e pode estar associada a outros problemas, incluindo perturbações psíquicas.  As ansiedades crônicas mais comuns são: desordem generalizada de ansiedade, síndrome do pânico, desordem de ansiedade social, fobias, desordem obsessiva compulsiva e desordem do estresse pós-traumático. Esta ultima é geralmente adquirida, após o sofrimento de algum acidente, seqüestro, assalto, ou qualquer outro tipo de situação danosa à integridade física ou moral que alguém tenha sido vítima.

A ansiedade, infelizmente é hereditária. Por tanto, históricos familiares de desordens de ansiedade, ou outra doença psiquiátrica, aumenta as predisposições para casos de ansiedade aguda. Um diagnóstico médico detalhado é essencial para a identificação inicial de qualquer desordem de ansiedade, como o uso de drogas, alcoolismo e depressão.

Os tratamentos da ansiedade são muitos e variam de pessoa para pessoa. Existem os mais tradicionais à base de remédios, que incluem os agentes ansiolíticos como os benzodiazepínicos, ou popularmente conhecidos como Diazepam, aos mais alternativos, onde são usados fitoterápicos e terapias cognitivas. Associados a esses tratamentos, também é recomendada a prática de exercícios físicos, alimentação equilibrada, técnicas de respiração, dar risada, sair mais , estar em contato constante com os amigos, ter um hobby, além de boas noites de sono.

Por Malanny Serejo

1 Estrela2 Estrela3 Estrela4 Estrela5 Estrela (Ainda sem avaliação)

Deixe um comentário