As redes sociais podem atrapalhar o namoro?

Hoje em dia, com a participação ativa dos indivíduos nas redes sociais, muitas vezes surgem questionamentos sobre o que isso pode afetar nas relações afetivas, especialmente entre os casais. Tudo que não tem limite acaba sendo um problema em qualquer área da vida, portanto, quando não há a compreensão de que o espaço virtual não se distingue da vida normal, podem ocorrer muitas confusões e desentendimentos entre os casais.

sites de relacionamento atrapalham o namoro 1

Esse é o questionamento que vem sempre sendo discutido, pois muitas pessoas reclamam que o parceiro ou a parceira mantêm uma relação de “amizade” com os seus contatos na rede social, que, muitas vezes, acaba passando do limite que seria aceitável para uma pessoa que é comprometida. Comentários e conversas muito íntimas, isso tudo pode ser um grande empecilho para que os relacionamentos sobrevivam a essa era das redes sociais.

  • Um grande problema também envolve as pessoas que utilizam a rede social apenas para monitorar todos os passos e ações do companheiro ou companheira. Com essa janela sempre ali à disposição, é tentador para algumas pessoas ficar observando quem são os contatos da pessoa amada, quais foram adicionados recentemente, se você os conhece ou não, o que eles fazem, o que conversam, quais são as pessoas que estão nas suas fotos e muito mais. Pode-se dizer até que essa é uma forma de invasão de privacidade, mas é preciso saber se isso acontece voluntariamente ou se a pessoa dá motivos para que seja vigiada.
  • A rede social é um prato cheio para os ciumentos, o que pode arruinar muitos relacionamentos. Muitas vezes a pessoa que tem ciúmes acaba enxergando coisas onde realmente não há nada para ver, mas em outros casos, também pode estar apenas usando essa ferramenta virtual para descobrir coisas que estão sendo feitas pelas suas costas.
  • É muito difícil dizer se esses sites atrapalham ou não nos relacionamentos, pois eles também podem ter o seu lado positivo. É possível manter contato com um companheiro ou companheira que está longe, seja porque mora em outro lugar ou está em uma viagem; assim como é possível também compartilhar momentos do casal, fazer declarações e até estimular sentimentos positivos tanto num quanto no outro.

O essencial é que haja respeito dos dois lados e que as pessoas não se esqueçam de que as suas vidas estão ali expostas, portanto é preciso, sim, avaliar algumas ações antes de cometê-las e que este também é um ambiente onde o respeito deve ser mútuo.

 

Por Íngrid de Castro

1 Comentário

Deixe um comentário