Benefícios de Andar de Bicicleta

Uma das formas mais divertidas e simples de queimar calorias é pedalar. Melhor ainda se a atividade for realizada ao ar livre, com a ajuda da bicicleta, a popular “magrela”. Atividade física das mais seguras, andar de bicicleta evita o contato de impacto com o solo, eliminando os riscos de lesões e ruptura de ligamentos. Em termos aeróbicos os benefícios são os mesmos, além disso, pedalar fortalece os músculos da perna e do coração, combate à flacidez das pernas, melhora a circulação sangüínea e ajuda na queima de calorias.

Exercício lúdico, pedalar estimula a convivência social e em família. Os melhores lugares são parques e ciclovias, pedalar ainda é indicado para as pessoas mais obesas e crianças, porque exige menor esforço para executar a tarefa, além de ser um poderoso exterminador de calorias.

O ideal é começar pedalando de 15 a 20 minutos, três vezes por semana. Use tênis, qualquer modelo, desde que confortáveis. As bicicletas devem ter guidão alto, para evitar esforços na coluna. A postura deve prezar por manter o tronco na vertical, sem forçá-lo. O banco deve estar regulado na altura da extensão das pernas.

O ciclismo, em si, não oferece risco algum. Para usufruir do esporte como método de condicionamento físico, pedale mais de 20 minutos por dia, e para perder calorias o tempo deve ultrapassar os 40 minutos diários. Ainda é possível pedalar sem sair de casa, basta usar as bicicletas ergométricas. Os benefícios são os mesmos.

Para pedalar com segurança, é necessário fazer alongamentos prévios, trabalhando sobretudo os músculos das pernas, os glúteos, a zona lombar e o pescoço durante alguns minutos, como se estivesse se espreguiçando. A cada dia de exercíco, deve-se aumentar a duração dos alongamentos, e não esqueçer de aplicar o protetor solar, o capacete e o colete reflector, acessórios essenciais para uma segura e eficiente pedalada.

Dentre os principais benefícios de andar de bicicleta, estão o combate a depressão, sendo este um dos melhores antidepressivos; prevenir problemas cardíacos, onde pedalar reduz o mau colesterol e o risco de enfarte em cerca de 50%; melhorar as costas – o ciclismo estimula os pequenos músculos das vértebras dorsais, fazendo com que se estendam e comprimam constantemente -; proteger de lesões, principalmente nos joelhos, pois com a bicicleta os  joelhos ficam protegidos, já que mais de 70% do corpo gravita sobre o selim; afasta as infecções,  ajudando o organismo a defender-se de vírus e bactérias. Além de garantir coxas e os glúteos mais firmes e definidos.

 

Por Malanny Serejo

1 Estrela2 Estrela3 Estrela4 Estrela5 Estrela (Ainda sem avaliação)

Deixe um comentário