Benefícios de uma Boa Alimentação

Atualizado em:

Benefícios de uma Boa Alimentação Benefícios de uma Boa Alimentação

Você sabia que uma boa alimentação pode até de evitar doenças e complicações futuras, ajuda a manter o peso estável e equilibrado, afastando assim o risco de cair no desagradável e nada saudável efeito sanfona, onde a pessoa engorda e emagrece, sucessivas vezes, e em curto espaço de tempo. Entretanto, uma boa alimentação não deve-se resumir apenas à escolha de alimentos com mais nutrientes que outros. Mais sim, deve significar também comer aquilo que lhes dá prazer. E fazer dessa hora um momento de equilíbrio e bem estar, juntando a satisfação de comer com a saúde, desse modo, é muito mais fácil manter uma vida saudável.

Além do que, reprimir uma vontade de comer alguma coisa, digamos,”perigosa à saúde e a balança, como doces, massas, etc, não contribui para a sua saúde e muito menos para o seu bem-estar. O melhor é apostar na moderação e na variedade, aprendendo a dosar a quantidade do que se consome, buscando o equilíbrio dos nutrientes necessários, para ganhar energia e disposição, e não quilinhos a mais.

Se, por exemplo, fica quase impossível abrir mão do chopinho com os amigos, do churrasco no fim de semana ou da lasanha feita pela sogrinha, que fica extremamente culpada e acha que você a odeia por não provar um pedaço da delícia, o que você pode fazer é buscar alternativas mais leves para acompanharem suas refeições, como uma bela e farta salada ou um suco natural, sem açúcar bem gelado e refrescante. E se exagerar um pouquinho na comida, compense imediatamente no outro dia, com um prato mais leve e exercícios.

Manter uma boa alimentação, além de te deixar em paz com a balança e com espelho, é o principal influente do bem estar geral de nosso organismo. Sendo assim, comer bem e de maneira fracionada, ou seja, em variados períodos do dia, é totalmente benéfico ao coração, cérebro, peso, e a vitalidade. Onde, manter uma alimentação balanceada e bem distribuída em refeições pequenas, pode proporcionar uma melhora do humor e no funcionamento do próprio corpo.

Esta distribuição alimentar é recomendada como parte de uma estratégia para que a comida seja digerida melhor e sem excessos, e pode ser programada em 6 horários do dia: café da manhã, lanche, almoço, lanche da tarde, jantar, ceia. Isso contribui para afastar fomes fora de hora e compulsões por determinados tipos de comidas, em geral, nada saudáveis.

Quando o alimento é ingerido, o coração aumenta o esforço para levar maior quantidade de sangue ao estômago e aos intestinos, para que o ciclo digestivo seja realizado mais rápido. Se a quantidade de comida é muita, existe um trabalho excessivo do coração, que pode submeter o coração a um esforço muito grande e causar mal estar. Por isso, se as refeições forem fracionadas, a digestão é feita da maneira correta.

 

Por Malanny Serejo

Revisado por: em .

Um comentário

Deixe uma pergunta ou sugestão abaixo!