Carboxiterapia para combater a celulite

Os Benefícios da carboxiterapia para a celulite

Carboxiterapia para combate à celulite 1

A celulite é uma das principais inimigas da beleza feminina, por isso estamos sempre buscando novos tratamentos e alternativas que possam reduzir os indexáveis furinhos na pele. Alimentação saudável e exercícios físicos fazem a maior parte do trabalho para evitar as celulites, mas quando você quer uma forcinha a mais, os tratamentos estéticos podem ser a melhor opção. Conheça a carboxiterapia e os seus benefícios no combate à celulite:

O que é carboxiterapia?

Para quem ainda não sabe, a carboxiterapia é um tratamento estético feito através da infusão de gás carbônico sob a pele, em diferentes camadas. A aplicação é realizada com o auxílio de uma agulha super fina que libera o gás. A carboxiterapia pode ser utilizada para redução das estrias e também da celulite, tendo uma diferença na aplicação. Para combater as estrias, a agulha é inserida exatamente onde estão as marquinhas. Já, para a celulite, a agulha é inserida entre a pele e a gordura.

Como age a carboxiterapia?

A ação da carboxiterapia funciona na estimulação da irrigação de sangue nos tecidos. Isso acontece, pois o gás carbônico injetado dilata os vasos sanguíneos e estimula tabém a formação de novos vasos. O resultado disso é uma melhor oxigenação na região tratada da pele.

Como a carboxiterapia atua no combate à celulite?

A celulite pode se formar de acordo com três fatores: edema, fibrose e gordura. No primeiro caso, a carboxiterapia age com a dilatação dos vasos sanguíneos, otimizando a circulação na região. Com a fibrose, o tratamento é eficaz no rompimento causado pela injeção de gás carbônico sob a pele. E, por fim, no caso das celulites provenientes da gordura, a carboxiterapia atua facilitando a queima de gordura devido a um aumento no metabolismo na área tratada.

Para observar bons resultados é preciso passar por algumas sessões de tratamento. Geralmente, a partir da quinta sessão já é possível notar alguma melhoria, dependendo do caso e gravidade. Para cada caso é indicada um periodicidade nas sessões, mas em geral elas são semanais e têm uma duração de cerca de 20 minutos.

Quanto à duração dos resultados obtidos com o tratamento, isso varia de acordo com o estilo de vida da pessoa, sendo maior a durabilidade naqueles casos em que o paciente mantém uma alimentação adequada e cultiva a prática de atividades físicas. Sessões esporádicas podem ser indicadas para a manutenção dos resultados.

Saiba mais sobre a carboxiterapia assistindo o vídeo abaixo :

 

Por Íngrid de Castro

1 Estrela2 Estrela3 Estrela4 Estrela5 Estrela (Ainda sem avaliação)

1 Comentário

Deixe um comentário