Como agir ao descobrir que um filho está usando drogas?

Meu filho está usando drogas o que fazer?

Meu filho está usando drogas o que fazer 1

O uso de drogas é sempre um assunto muito polêmico, além de preocupante, principalmente quando debatido por pais que temem o futuro dos filhos e a possibilidade deles adquirem tal hábito. Muitas vezes uma família acaba sendo destruída quando um filho segue este caminho e não encontra o retorno, se perde no vício e dissipa a sua vida. Então, eis que surge o questionamento de muitos pais – o que fazer ao descobrir que meu filho está usando drogas?

Em primeiro lugar, é essencial prestar atenção aos sinais que o seu filho dá, pois quem está passando por uma situação dessas geralmente tenta esconder isso em casa, mas em algum momento irá deslizar. Atente para o aspecto físico, muitas drogas deixam os olhos vermelhos, como a maconha e a cocaína, entre outras. Além disso, os dedos também podem ficar amarelados devido à queima dos cigarros de maconha até o final.

Outros fatores podem ser notados em um jovem que está se envolvendo com drogas, não físicos, mas psicológicos. O afastamento do convívio familiar; a agressividade e irritabilidade frente a qualquer questionamento ou observação feita pelos pais ou demais pessoas que imprimam superioridade; as novas companhias, amigos com aspecto estranho, cuja procedência não se sabe; mudanças de hábito; mudanças de horário e muito mais.

Os pais também devem prestar atenção aos objetos que pertencem o filho e a eles próprios. Com a ausência de dinheiro, geralmente um corte de mesada, o jovem acaba abrindo mão de suas coisas, em primeiro lugar, para trocar por drogas. De repente, um celular, um par de tênis, um relógio, tudo pode ser esvanecido se explicação. O próximo passo é sempre atacar os pertences da casa, os itens de valor dos pais, como joias da mãe, utensílios domésticos, aparelhos eletrônicos.

Ao ter certeza de que seu filho está usando drogas, tente uma aproximação, tente uma conversa amigável, sem cobranças, nem julgamentos. Procure fazer com que ele se abra e fala sobre o que o motivou a fazer isso e como juntos podem reverter essa situação. Procure verificar se ele está sendo frequente nas suas atividades escolares, se mantém o convívio com os bons amigos, saiba mais sobre quem são as pessoas com as quais ele anda.

Para ter mais força nessa luta, busque ajuda de outros pais que enfrentam esse problema. Há grupos de apoio como o Amor Exigente que podem lhe oferecer ajuda e facilitar todo esse processo de compreensão da situação e como lidar com ela.

 

Por Íngrid de Castro

Deixe um comentário