Como Cuidar da Pele do Bebê

Alguns problemas de pele, comum em adultos também podem incomodar as crianças, sobretudo, os bebês. Um problema bem comum é o eczema infantil, uma reação alérgica ; embora não seja uma doença grave em si, pode indicar que a criança afetada terá propensão a desenvolver outras alergias no futuro. Em casos leves de eczema infantil, a pele fica um pouco ressecada, vermelha e escamosa, e aparece uma erupção cutânea apenas em pequenas áreas, especialmente nas bochechas. Para evitar esse e demais males na pele do seu lindo filhote, aprenda, abaixo, como cuidar da pele do bebê:

– Não se deve vestir muitas roupas no bebê, normalmente, isso faz com que ele fique superaquecido. Ao invés disso, vista-o com roupinhas de tecidos leves e que facilitem a ventilação; Além de certificar que as roupas que ficam em contato direto com a pele da criança sejam de algodão (onde precisam ser lavadas e enxaguadas cuidadosamente para evitar irritações). Os tecidos mistos e sintéticos acabam prejudicando a transpiração, podendo ocasionar coceira e brotoejas;

– Para evitar dermatites, o fundamental é manter o bebê sempre seco e, caso ocorra a dermatite, a orientação de um dermatologista é essencial. Também não é recomendável usar cremes nem loções na pele do bebê sem antes consultar um médico; Nunca aplique cremes ou pomadas sem orientação de um especialista;

– Cuidado na hora do banho! Bebês têm a pele normal ou com tendência a seca e, por isso, banhos demorados ou muito quentes são prejudiciais, pois aumentam a remoção do manto lipídico (camada protetora da pele). O uso excessivo de sabonetes (principalmente os antissépticos), esponjas e buchas, também contribuem para o ressecamento da pele e devem se restringir às axilas, genitais e pés, sendo que a própria espuma que escorre é o suficiente para limpar o restante do corpo. Se o banho ocorrer fora de casa, a criança deve estar de chinelos, para evitar contaminações como verrugas virais e micoses;

– Os produtos adequados ao bebê variam de acordo com cada tipo de pele. Normalmente crianças alérgicas ou com pele seca precisam usar um hidratante, e o produto escolhido deve conter pouco ou nenhum perfume. Se tiver uréia na formulação, sua concentração não deve exceder 3 a 5%;

– Mantenha sempre um protetor solar por perto, ele é imprescindível ao bebê. Certifique-se de que o produto tem proteção contra UVB (conferida pelo FPS) e também UVA (conferida pelas siglas PPD ou IPD). O filtro solar ideal para bebês deve conter em sua formulação somente os filtros físicos, e não químicos.

 

Por Malanny Serejo / foto : divulgação

1 Estrela2 Estrela3 Estrela4 Estrela5 Estrela (Ainda sem avaliação)

Deixe um comentário