Como Escolher a Cor do Cabelo

A hora de escolher o tom que fica melhor em nossos cabelos é sempre uma tarefa nada fácil. Considerada até uma verdadeira saga ou caça ao tesouro para muitas mulheres. O que, na verdade, deve ser encarada dessa maneira mesmo. Afinal, estamos falando da cor dos cabelos, e não da escolha de uma meia, que se for feia ou mal selecionada, ninguém vai perceber. Já seus cabelos… São constantemente observados e motivo de comentários por todos que cruzarem seu caminho.

Então, para acertar em cheio na cor, ser alvo de ótimos comentários e até, uma invejinha – branca , espero! – das amigas, saiba como agir antes de mudar a cor das madeixas.

-Não pinte o cabelo se estiver passando por alguma dificuldade. Tipo, terminou com o namorado, perdeu o emprego, ou estiver enfrentando qualquer outro tipo de problema emocional. A probabilidade de você se arrepender depois é muito alta. Coloração capilar exige planejamento e tem que ser muito bem escolhida. Espere o problema passar, se mesmo assim você ainda desejar mudar a cor dos cabelos, aí sim, vá em frente.

– Não queira mudar a cor porque uma amiga falou que você ficaria bem ruiva, mas você é morena – e gosta de ser brunette -, só invista numa mudança se realmente for da sua própria vontade.

– Faça uma vasta pesquisa de campo, procure referências com as amigas, e escolha um salão de qualidade antes de escolher o local onde vai entregar a sua cabeleira para a mudança. Aliás, outra dica: de preferência, não tente colorir os cabelos em casa. Nada substitui os cuidados que um profissional vai dispensar aos seus cabelos. O mais indicado é, em casa, só fazer os retoques, que ainda sim, deveriam também ser feitos no salão onde você coloriu os cabelos.

– Ok, você não está numa boa fase financeira, mas nem por isso quer deixar de fazer uma mudança de visual? Dá sim para fazer a coloração em casa, para isso, siga a risca a recomendação da embalagem do produto, não se esqueça de fazer a prova de toque, e retoque a cor uma vez por mês, para garantir que eles estejam sempre tingidos. E o principal, não tenha pressa nem afobação. Respeite rigorosamente o tempo de duração da tinta nos seus cabelos.

– Sem dinheiro – para manter os cabelos bonitos e sempre tingidos é preciso ter dinheiro para passar tinta todo mês e ainda é preciso tempo para que não saia mal feito.

– Tenha bom senso. Chegar ao salão pedindo a cor do cabelo da global ou cantora tal, se você não tem características físicas ou  tom de pele parecido com o dela, não vai funcionar, além de fazer você culpar o pobre do cabeleireiro. E fuja do salão onde o cabeleireiro após observar – e no fundo você também – que determinada cor – da famosa – não combina com você e, mesmo assim, te incentivar na, digamos, loucura, é sinal de que ele não é um profissional que preze pela ética, e muito menos, digno de confiança.

– Cuidado com cores fortes e muito contrastantes. Colorações tendo como base essas cores, principalmente o preto e o vermelho. Optar por essas cores costuma ser uma mudança quase irreversível, além de demorarem um tempão para sair do cabelo. E preste atenção para a nova cor não ficar estranha, nem vulgar! Às vezes, a mesma cor que ficou sofisticada e bonita na sua amiga, pode não cair bem em você.

– Não se engane com as cores da moda, elas podem te enganar e não ficarem boas em você. Para uma escolha certeira, invista em tonalidades que não fiquem muito distantes da cor natural do seu cabelo.Tons contrastantes com sua pele podem não destacar ou literalmente apagar o seu rosto, fique longe delas.

– Outra dica para quem for fazer o processo em casa: escolha colorações menos agressivas, que tenham substâncias hidratantes, elaboradas com pigmentos naturais, ou que atuem como tonalizantes, ótimas opções para cabelos danificados.

Por Malanny Serejo

1 Estrela2 Estrela3 Estrela4 Estrela5 Estrela (Ainda sem avaliação)

Deixe um comentário