Como Fazer o Casamento dar Certo?

Na saúde e na doença, na alegria e na tristeza, até que a morte nos separe! Será? Essa frase é parte do famoso juramento matrimonial repetido pela maioria dos noivos na hora de juntar as escovas de dente, contudo, segundo pesquisas ela não funciona bem assim e não vêm sendo cumprida ao pé da letra.

Segundo pesquisas do IBGE, os percentuais de divórcios vêm crescendo em um ritmo cada vez maior neste século. Para se ter uma idéia, de acordo com as estatísticas do registro civil divulgadas pelo IBGE, para cada quatro casamentos realizados, pelo menos um divórcio foi concedido; sendo grande o número de casais contemporâneos que se separam com pouca vivência conjugal, alguns, com apenas meses de vida em conjunto.

Mas, então, como fazer, na era da modernidade, dos relacionamentos abertos e liberais, um romance e casamento à moda antiga dar certo? Não existe uma receita pronta como a de um bolo, que garanta um casamento feliz. Todavia, algumas dicas e conselhos apontam atitudes que, de alguma maneira, estejam atravancando a relação, contribuindo para o seu desgaste. E indicam alternativas que podem ajudar na manutenção do relacionamento.

Para começar, tenha maturidade, dando início pela decisão do casamento. Ponha em questão seus reais sentimentos, se realmente está preparado para assumir esse compromisso. A maturidade se estende também na hora de escolher quem vai ocupar o lugar ao seu lado na cama. É muito comum a pessoa imatura, que não está realmente pronta para se casar, se apaixonar por alguém que não tem a menor condição de construir um casamento feliz. Por tanto, não ceda a pressões familiares ou de amigos para subir logo ao altar, se não for a hora, a chance de acabar tão rápido como começou é grande.

A capacidade de desprendimento e individualidade é fundamental para um casamento feliz. É necessário que cada um mantenha suas amizades e seu tempo livre. Não se afastando das antigas companhias, nem se prendendo apenas ao que for de interesse do outro. Vendo-o como um complemento, não como uma extensão de si próprio.  Não queira mudar o parceiro. Cada pessoa é como é, com suas qualidades e defeitos. Quando se apaixonam, muitas pessoas percebem pontos desagradáveis no comportamento do cônjuge e apesar disso, continuam com ele. Iludindo-se com a impressão de que o tempo irá fazê-los mudar. Por causa dessa ilusão, muitos casamentos começam errado e acabam não dando certo, chegando logo ao fim.

.Por Malanny Serejo

1 Estrela2 Estrela3 Estrela4 Estrela5 Estrela (Ainda sem avaliação)

Deixe um comentário