Como lidar com a Menopausa precoce

A menopausa precoce, para quem ainda não sabe, é um que se desenvolve nas mulheres causando o término dos períodos menstruais antes do tempo normal. Em geral, quem desenvolve esse problema, acaba sentindo os primeiros sintomas na faixa dos 40 anos. Esta doença ocorre com a diminuição da produção do hormônio estrogênio, que é o responsável pela capacidade de reprodução no organismo feminino.

Como lidar com a menopausa precoce 1

O que pode desenvolver a menopausa antes da hora?

Muitos especialistas afirmam que a menopausa precoce pode se desenvolver de acordo com os hábitos das mulheres. O sedentarismo, o estresse, a má alimentação e também o possível desenvolvimento de doenças psicológicas, como depressão, podem enfatizar e desencadear essa doença.

Os principais sintomas da doença

Quanto aos sintomas da menopausa precoce, sabe-se, até então, que são os mesmo sentidos por mulheres que apresentam a menopausa no tempo normal. Entre os principais e mais comuns dos sintomas estão falhas nas menstruações, perda da paciência, ansiedade, sensação de calor intenso, dor de cabeça, depressão, atrofia dos órgãos genitais, alergias na pele e mucosas. Além disso, ainda é possível que haja um aumento de peso nesta etapa.

Como tratar o problema?

Em geral, a indicação dos médicos é para o tratamento feito por meio de reposição hormonal, que age equilibrando os níveis dos hormônios que vão diminuindo gradativamente com o desenvolvimento da menopausa. A reposição pode ser feita com a utilização de adesivos, géis ou comprimidos. Este tratamento com hormônio também faz com que problemas como a osteoporose e complicações cardíacas sejam evitadas.

Para controlar o tratamento é preciso realizar consultas regulares ao ginecologista. Prestar atenção aos efeitos do tratamento é essencial para saber se os hormônios estão sendo úteis. Caso ocorram efeitos colaterais, como vertigem e náuseas, além da não redução dos sintomas, a dosagem do tratamento deve ser revisada.

Falência dos ovários e outras causas da menopausa precoce

Quando a menopausa precoce é diagnosticada ainda antes dos 40 anos completos têm-se a chamada Falência Ovariana Precoce (FOP). Estima-se que 3% das mulheres estão sujeitas a esse problema. A menopausa precoce também pode decorrer de tratamentos como a quimioterapia, a radioterapia, cirurgia ovariana, além de hábitos como o tabagismo e doenças infecciosas, tais como caxumba, varicela e malária.

Maternidade

Uma das grandes preocupações das mulheres é a respeito da maternidade. O que se tem há dizer é que sim, a menopausa precoce reduz muito as chances de uma gestação, mas quando identificada no começo, o fato pode ser resolvido com a doação de óvulos que serão usados com os espermatozoides do seu perceiro.

 

Por Íngrid de Castro

Deixe um comentário