Como Prevenir o Aborto Espontâneo

 

Ter uma gravidez tão esperada terminando em aborto é, com certeza, algo bastante triste e penoso para a mulher. O aborto trata-se o final espontâneo de uma gravidez antes da vigésima semana. O termo médico usado é aborto espontâneo. Mais ou menos 20% de toda gravidez termina em aborto durante as primeiras 16 semanas. Muitos ocorrem dentro de 10 semanas. Algumas mulheres abortam mesmo antes de saber que estão grávidas; um atraso na menstruação pode ser o único sintoma.

Por vezes é difícil saber exatamente a causa do aborto. Contudo, a maior parte dos abortos ocorrem quando os cromossomos do espermatozóide encontram com os cromossomos do óvulo. Muitas vezes o bebê (também chamado de feto) não se desenvolve por completo, ou desenvolver-se de maneira anormal. Nestes casos , o aborto espontâneo é a maneira que o corpo termina uma gravidez que não está se desenvolvendo normalmente.

Outras causas possíveis de aborto incluem infecção do útero, diabetes sem controle, alterações hormonais, e problemas no útero. Excesso de cigarro, álcool e drogas ilegais como a cocaína também causam o aborto principalmente no início da gravidez quando os principais órgãos do bebê estão se desenvolvendo.

Um cérvix (parte baixa do útero) incapaz algumas vezes causa um aborto. Durante o trabalho de parto o cérvix dá abertura para permitir que o bebê saia do útero e passe através da vagina. O cérvix que começa a aumentar a abertura muito cedo pode resultar em abortamento. Muitas vezes, se o problema é descoberto cedo, pode ser tratado e para a gravidez continue.

Ao contrário do que muitos pensam, uma queda da mãe raramente causa aborto, pois o bebê está muito bem protegido dentro do útero. Bem do mesmo modo, não há nenhuma evidência que estresse emocional ou físico ou atividade sexual possam causar aborto numa gravidez normal.

Os sintomas do aborto incluem:

– Sangramento. A quantidade de sangue pode variar de algumas gotas de sangue a sangramento intenso. O sangramento pode começar sem nenhum aviso ou pode apresentar um corrimento escuro primeiramente.

– Dor como cãibra em seu baixo abdômen

– Secreção abundante. Isto pode significar que suas membranas se romperam (sua bolsa d’água estourou).

Se você apresentar uma ameaça de aborto, há uma chance de sua gravidez continuar. Haverá uma pequena quantidade de sangramento que muitas vezes é indolor, mas pode ser acompanhado de cãibras. O cérvix permanece fechado e o médico recomendará que permaneça na cama por 1 ou 2 dias. O descanso pode parar o sangramento e promover a continuação da mesma normalmente.

Precauções especiais como parar com exercícios, descansar seus pés o máximo possível e evitar relações sexuais podem ser necessárias por várias semanas. Se o sangramento é causado por um cérvix incapaz, este pode ser fechado até a chegada do bebê, sendo também administrados medicamentos para relaxar o útero.

 

Por Malanny Serejo/Fonte: www.boasaude.uol.com.br.

 

Deixe um comentário