Como Tomar Creatina

A creatina é um suplemento alimentar que vêm sido amplamente utilizado por quem busca aumento de massa muscular, e também por pessoas ligadas ao meio esportivo, como atletas, nadadores, jogadores de futebol entre outros.  originalmente a Creatina é sintetizada no fígado e no pâncreas, por meio dos aminoácidos arginina, glicina e metionina. Ela também pode ser encontrada em baixas proporções na carne vermelha (cerca de 5g de creatina para cada quilo de carne) e no peixe.

Segundo especialistas da área nutricional, a creatina é uma substância natural que nosso corpo produz para ter energia, sendo que a maioria das pessoas normalmente produz cerca de 2 g de creatina todos os dias, o que é suficiente para se ter um bom equilíbrio.

Como os músculos do corpo são constituídos de aproximadamente 70% de água, a creatina ajudaria a introduzir a água nas células musculares, dando-lhes volume. Os músculos ficam como que inchados e este processo ajuda na síntese de proteína. A creatina é encontrada principalmente na musculatura esquelética, mas também em outros tecidos como o músculo cardíaco, o cérebro, a retina e ainda os espermatozóides.

Contudo, alguns efeitos colaterais são atribuídos à creatina, entre eles: náusea, diarréia, desconforto estomacal e tontura. Os efeitos causados pelo uso prolongado da creatina ainda são desconhecidos, mas é preciso deixar claro que o excesso de creatina poderá exigir um trabalho aumentado dos rins e do fígado, devendo a pessoa ou atleta que se submeter ao uso desse suplemento, deve estar sempre acompanhado de orientação médica.

O uso da creatina como suplemento não deve ser feito indiscriminadamente e  não substitui completamente as refeições feitas com alimento natural. Para se chegar aos benefícios desse suplemento alimentar, é importante estar atenta ao uso correto da creatina, observando alguns objetivos, tais como:

– a dosagem utilizada (doses altas e baixas);
– tempo de utilização (suplementação por período curto e longo);
– momento de sua utilização (suplementação durante o treinamento e competição);
– modalidade de esporte (tipo de esforço físico intermitente e cíclico); e
– tipo do atleta.

 

Por Malanny

 

Deixe um comentário