Conheça o intruso do ventre: Mioma

miomgrana

Quarenta por cento em cada cem mulheres têm mioma, um tumor benigno que dá as caras no útero.

O tratamentos é simples e eficaz.

O útero pode abrigar um, dois, três, quatro, cinco, dez, 20, 30 miomas.  Sem exageros. Além disso, tem predileção por mulheres na faixa entre 30 e 40 anos. Suas medidas, por exemplo, podem ir dos milímetros aos centímetros. Existem miomas que, de tão grandes, apresentam dimensões semelhantes às de uma fruta como o abacate e chegam a pesar até 3 quilos.

Em grande parte das ocorrências, 60% para sermos mais precisos, eles ficam quietos, sem provocar maiores transtornos. Nesses casos, um acompanhamento periódico com o auxílio de exames como o ultra-som é suficiente. O fibroma, outro nome dado resolve marcar presença, é um suplício. De acordo com o tipo, a localização e o tamanho do tumor a mulher padece com um fluxo menstrual irregular, caracterizado por sangramentos intensos, que duram dez dias ou mais.

OS MIOMAS
Os miomas surgem na parede do útero. O porquê ainda é um mistério, mas há pistas indicando alterações genéticas e fatores de crescimento de vasos. Quando o nódulo se desenvolve em direção à barriga, é chamado de subceroso — os grandes dão à mulher uma silhueta de gestante. Já o intramural é aquele que dá o ar da sua graça no meio da parede uterina. E o submucoso, que aumenta o risco de abortamentos, desponta para dentro da cavidade do útero. Ultra-som e ressonância magnética flagram os malditos.

Muita gente confunde cisto e mioma é um engano.  O cisto, que lembra uma bexiga cheia de líquido, se localiza no ovário, o mioma, por sua vez, é um tumor sólido que ocorre no útero. Além disso, o cisto nada mais é do que o invólucro de um óvulo que, no período fértil, não se rompeu. Ele pode crescer além da conta, interferir na ovulação e comprometer o ovário.

Os miomas também alteram a propagação das contrações uterinas, ocorre porque eles se desenvolvem entre as fibras musculares da parede do útero.
Órgãos como a bexiga acabam comprimidos por nódulos grandalhões. Sem falar que, ali no meio de campo, alguns tumores podem prejudicar a gestação e até causar infertilidade.

Tratamentos cada vez mais eficazes para o mal e novas técnicas promissoras.
Ondas sonoras de alta freqüência, o popular ultra-som. Eis uma das novidades para combater miomas de até 8 centímetros. Trata-se do primeiro método não invasivo para dar um basta no problema. Guiado pelas imagens de um aparelho de ressonância magnética, o especialista bombardeia o tumor com o ultra-som o calor gerado pelas ondas no mioma é de 80 graus.

Os especialistas já têm informações mais precisas sobre os resultados da embolização, que vem sendo empregada desde o começo da década para tratar miomas múltiplos. Como a cauterização, ela visa matar o tumor de fome. Esse fim é alcançado por meio da introdução de micropartículas, as embosferas, na artéria uterina. Em mais de 95% dos casos, os sintomas diminuem.

A laparatomia é indicada para miomas que crescem para dentro ou para fora do útero. É realizada por meio de um corte no abdômen. Tumores que se desenvolvem em direção à barriga, também chamados de subcerosos, são removidos via laparoscopia, aquela cirurgia de cortes mínimos. Por fim, miomas que surgem na cavidade uterina são aniquilados via histeroscopia — aqui, uma espécie de endoscópio é introduzido pela vagina e pelo colo do útero até alcançar o malfeitor, que acaba ressecado. Muitas vezes depois de uma miomectomia, há 30% de risco de os miomas voltarem.

Alguns médicos tem como último recurso cirúrgico é a controvertida histerectomia, a remoção total do útero. É uma solução definitiva, mais só recomendada para mulheres já tenham filhos. Uma indicação para tumores uterinos ou úteros muito volumosos e deformados por múltiplos miomas. Mas esse procedimento além desse caso pode trazer outros problemas na mulher por isso é preciso cautela na sua recomendação.

1 Estrela2 Estrela3 Estrela4 Estrela5 Estrela (Ainda sem avaliação)

2 Comentários

  • tenho 43 anos e descobri agora que tenho 3 miomas 2 com 14 centimentros não tenho filhos,será necessario a retirada de meu utero ou posso tentar outro tratamento,não sinto dores tenho a menstruação um pouco mais forte somente no segundo dia mas ela dura exatos cinco dias por favor me respondam.

  • NAO TIVE FILHOS, TENHO 41 ANOS, E MEU MEDICO INCISTE, EM ME OPERAR, O MIOMA QUE TENHO, MEDE 11 POR 9 APROXIMADAMENTE, APESAR DE SER GRANDE, NAO TENHO SANGRAMENTO, MINHA MENSTRUAÇAO E NORMAL.ELE E INTRAMURAL. NAO QUERO OPERAR, PORQUE ESTOU MAIS PROXIMO DA MENOPAUSA, QUE QUALQUER COISA. TENHO PROBLEMAS INTESTINAIS LEVES E URGENCIA EM URINAR. MAS NAO QUERO FAZER ESSA CIRURGIA, PORQUE SEI QUE E UMA CIRURGIA, DE GRANDE PORTE. E JA TENHO O TRAUMA DE NAO TER TIDO FILHOS. SE NAO ABRI MINHA BARRIGA PRA TIRAR UM FILHO. NAO E ESSA COISA QUE VAI ME LEVAR A UMA MESA DE CIRURGIA. TENHO FE QUE ELE VAI DIMINUIR COM A IDADE.

Deixe um comentário