Corrimento na Gravidez

 

 

Tudo sobre corrimento na gestação

Está grávida e surgiu um corrimento? Ele pode não oferecer nenhum risco, mas é preciso investigar as causas e possíveis consequências para seguir tranquilamente a gestação. Veja quais são os principais corrimentos que ocorrem no período da gravidez:

Corrimento marrom na gravidez – O corrimento que se deve ter mais atenção durante a gravidez é o corrimento marrom, tipo borra de café. O corrimento marrom escuro no final da gravidez pode ser causado por uma perda sanguínea e deve-se entrar em contato com o médico. Nas últimas semanas de gravidez, se a mulher perceber um corrimento considerável marrom claro, viscoso, com alguns fios de sangue, pode ser o tampão mucoso, sinalizando que o momento do parto está próximo.

Corrimento esbranquiçado na gravidez – Durante a gravidez o corrimento mais comum é o branco, tipo leite coalhado, sem cheiro, que pode ou não ser acompanhado de coceira vaginal e vulvar. Ele é causado pela candidíase, gerada devido a uma baixa no sistema imune, uma situação normal na gravidez, que pode ser tratado com o uso tópico de pomadas antifúngicas.

Corrimento amarelado na gravidez – Outro tipo de corrimento comum na gravidez é o corrimento amarelado com cheiro de peixe cru, este pode ser causado por uma vaginose bacteriana e também dever ser tratado com medicamentos recomendados pelo obstetra. Se não tratada, a inflamação pode aumentar e gerar um parto prematuro, ruptura prematura da bolsa ou infecção pós parto.

Corrimento normal durante a gravidez – O corrimento normal durante a gravidez é aquele leitoso ou gelatinoso de cor clara e sem cheiro. Ele é semelhante à secreção que toda mulher possui naturalmente, porém em maior quantidade. Ele é causado pelas alterações hormonais e pelo aumento do fluxo sanguíneo na região durante a gravidez e não oferece riscos ao bebê.

 

 

 

Por Ingrid de Castro.

1 Estrela2 Estrela3 Estrela4 Estrela5 Estrela (Ainda sem avaliação)

Deixe um comentário