Dermocosméticos – O que é?

Atualizado em:

dermocosmeticos Dermocosméticos   O que é?

Os Dermocosméticos, também chamados de cosmecêuticos, são produtos com poder de penetração cutânea maoir do que os tradicionais. Eles agem nas camadas mais profundas da pele, e são capazes de promover modificações fisiológicas que resultam em melhora bastante significativa de aspectos físicos na pele.

A diferença dos Dermocosméticos, é que esses produtos são intermediários entre os medicamentos e os cosméticos, por tanto, são reconhecidos regulatoriamente pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária como cosméticos Grau 2, ou seja, produtos com indicações específicas, cujas características exigem comprovação de segurança e eficácia, bem como informações e cuidados quanto ao modo e restrições de uso.

O Dermocosmético é o cosmético que mais se aproxima de um medicamento. Vendidos com exclusividade em farmácia, são produtos usados como complementos terapêuticos dos tratamentos dermatológicos e possuem comprovações clínicas, feitas através de rigorosos protocolos desenvolvidos por dermatologistas.

Com potência maximizada, os dermocosméticos são elaborados com substâncias que prometem elevar suas funções, o que os levam a ocupar uma posição privilegiada no setor de cosméticos, porém, próximos ao universo dos medicamentos.

Dermocosmético é um termo usado para itens com ação intermediária entre medicamentos e cosméticos, indicados tanto para prevenção quanto para tratamento. As substâncias que caracterizam os dermocosméticos podem ser aplicadas em diversas categorias estéticas: cremes e loções para a pele, maquiagens, protetores solares, tratamento de cabelos, etc.

Esses produtos possuem ativos com ações dermatológicas efetivas sobre a pele e reconhecidas no meio médico, com o objetivo de proporcionar melhorias à saúde; sendo o limite para que um produto passe de simples cosmético para um dermocosmético, a real comprovação de sua ação terapêutica. Contudo, os dermocosméticos são produtos que têm finalidade unicamente estética, embelezadora e recuperadora de tecidos sadios; e não para o tratamento de doenças.

Em geral, aos dermocosméticos, costumam se atribuir um tratamento diferenciado e características que os classificam como produtos de linha premium, de alto padrão, voltados a consumidores com considerado poder aquisitivo. Entretanto, também há oportunidades para se investir em itens destinados a pessoas que procuram preços mais acessíveis, sendo, sim, possível, fabricar produtos de boa qualidade, mas com componentes mais baratos e de semelhante e bons resultados estéticos.

 

Por Malanny Serejo

Revisado por: em .

Deixe uma pergunta ou sugestão abaixo!