Dieta Ortomolecular Para Emagrecer

Formulada pelo químico americano Linus Pauling, por definição, a dieta ortomolecular é a dieta responsável pelo funcionamento correto das moléculas e equilíbrio bioquímico do organismo. Aderida por várias celebridades, a exemplo de Priscila Fantim e Débora Secco, o método pode, segundo os seus defensores, garantir a melhora da disposição, além de manter o metabolismo  ainda mais acelerado e evitar a queda da imunidade, fazendo com que o corpo se mostre mais resistente às doenças e carência de nutrientes – através da in gestão de suplementos vitamínicos e minerais complementares à dieta alimentar – que nem sempre é possível de ser suprida só com alimentação.

Em geral, a dieta ortomolecular segue os mesmos princípios da reeducação alimentar, onde se prezam o hábito de comer várias pequenas porções durante o dia para manter o metabolismo acelerado, sempre dando preferência para legumes, verduras e carnes magras. Nesta dieta, os embutidos, enlatados, gorduras, doces e frituras também devem ser evitados.

A diferença da dieta ortomolecular das outras está na ingestão personalizada de suplementos, que são vitaminas, sais minerais e aminoácidos essenciais para o organismo por meio de suplementos vitamínicos. Para isso, o médico ortomolecular pede um exame detalhado de sangue, podendo analisar também o fio do cabelo do paciente, a fim de saber quais nutrientes estão desequilibrados.

Na dieta ortomolecular, são permitidos o consumo de quase todos os alimentos. Conheça, abaixo, alista dos que entram ou não na dieta:

Alimentos permitidos:
alimentos frescos, como frutas e verduras, carboidratos integrais e proteínas com baixo teor de gordura – peixes, ave, avestruz e clara de ovo.

Alimentos proibidos:
Alimentos industrializados, carne vermelha e gema de ovo e os carboidrato simples – feitos com farinha branca.

O objetivo principal dessa dieta é fazer com que o corpo reecontre seu equilíbrio, fazendo com que o organismo funcione melhor e que os efeitos sejam sentidos também nos cabelos, unhas e pele, resultando em um emagrecimento saudável, sem sentir fome, com mais vitalidade e benefícios que podem ser sentidos também na pele e cabelos. Entretanto, é fundamental salientar que a dieta ortomolecular, como qualquer outra, deve ser personalizada, feita mediante uma longa entrevista e consulta com o especialista relacionado; sendo assim, nunca se deve aceitar e receber, de início, uma dieta impressa pré-pronta assim que chegar pela primeira vez ao consultório.

 

Por Malanny Serejo / foto divulgação

1 Estrela2 Estrela3 Estrela4 Estrela5 Estrela (Ainda sem avaliação)

Deixe um comentário