Hipertensão Arterial Sintomas

Conhecida mais frequentemente como pressão alta, a hipertensão é uma doença que ataca os vasos sangüíneos, coração, cérebro, olhos e pode causar paralisação dos rins. Ocorre quando a medida da pressão se mantém freqüentemente acima de 140 por 90 mmHg. Uma doença corriqueira, ela atinge cerca de 15 a 205 da população brasileira. Muitas pessoas nem sabem que tem pressão alta, pois, o organismo acostuma-se com os níveis elevados, que, contudo, vão comprometendo um silêncio órgãos como o coração, rins, cérebro e olhos.

Hereditária, essa doença é herdada dos pais em 90% dos casos, mas há vários fatores que influenciam nos níveis de pressão arterial, dentre eles: fumo, consumo de bebidas alcoólicas, obesidade, estresse, grande consumo de sal, níveis altos de colesterol, falta de atividade física. Além desses fatores de risco, sabe-se também que a incidência da hipertensão é maior na raça negra, diabéticos e aumenta com a idade; sendo comum entre homens com até 50 anos, e mulheres acima de 50 anos.

A pressão exercida pelo coração sobre as artérias, que pode ser medida por dois valores; máximo (pressão sistólica), que diz respeito à pressão que o coração faz para bombear o sangue em direção aos outros órgãos e o mínimo (pressão distólica) que se refere à acomodação do sangue nos valos sanguíneos.

Para evitar esse quadro e prevenir o aparecimento da hipertensão, esteja atento aos sintomas da hipertensão, que costumam aparecer somente quando a pressão está elevada: podem ocorrer dores no peito, dor de cabeça, tonturas, zumbido no ouvido, fraqueza, visão embaçada e sangramento nasal, palpitação, falta de ar, inchaço, alterações visuais, perda de memória e de equilíbrio, palidez, problemas urinários e dores nas pernas demonstram que os órgãos alvo da doença podem estar comprometidos.

A pressão alta não tem cura, mas tem tratamento e pode ser controlada. Somente o médico poderá determinar o melhor método para cada paciente, mas além dos medicamentos disponíveis atualmente, é imprescindível adotar um estilo de vida saudável:

– Manter o peso adequado, se necessário, mudando hábitos alimentares;

– Diminuir o consumo de sal, utilizando outros temperos que ressaltam o sabor dos alimentos;

– Praticar atividade física regular;

– Aproveitar momentos de lazer, reduzir o estresse;

– Abandonar o fumo;

– Moderar o consumo de álcool;

– Evitar alimentos gordurosos;

– Controlar o diabetes.

 

Por Malanny Serejo /Fonte: www.sbh.org.br.

1 Estrela2 Estrela3 Estrela4 Estrela5 Estrela (Ainda sem avaliação)

Deixe um comentário