Limpeza de Pele Para Cravos

Pontinhos pretos horrendos, os cravos, em peles normais e secas, normalmente aparecem apenas no nariz. Mas nas mistas e oleosas, eles podem se instalar em outras áreas do rosto – testa, queixo, etc. E se, por acaso uma bactéria mal intencionada passar por ali… Já viu, né? Espinha na certa!

Isso ocorre devido a intensa oleosidade encontrada nesses tipos de pele que, se não controlada, contribui para a obstrução dos poros – cravos – ocasionada pelas impurezas produzidas através das glândulas sebáceas. Que costumam trabalhar de modo irritantemente mais acelerado em peles oleosas.

Embora não comprovado cientificamente, algumas pessoas associam a aparição dos cravos e a piora do quadro, com a ingestão e o abuso de alimentos gordurosos e que contenham muito sal. Na mira os fast foods e – uma triste notícia para os chocólatras que sofrem com cravos – chocolates.

Um dos métodos conhecidos mais eficazes no combate a formação de cravos, a limpeza de pele ainda ajuda a manter a pele vistosa e com brilho. Realizado por esteticistas, em clínicas estéticas, o procedimento de maior resultado e habitualmente utilizado, é o feito por meio da sucção dos pontinhos. O tratamento purifica, limpa e desobstrui a pele profundamente, deixando-a livre das impurezas. Além de equilibrar a excessiva produção de oleosidade e controle da oxidação da pele. Tornando-a mais lisa, sedosa e clara – ideal para quem possui manchas.

O intervalo das aplicações varia de acordo com o tipo de pele e quantidade de cravos encontrados. Se além dos cravos, a pele tiver espinhas, o tratamento deve ser feito uma vez a cada mês. Se for apenas oleosa – sem a presença dos comedões -, a visita pode ser trimestral. O mesmo vale para as peles normais, que por não precisarem muitos cuidados, podem ter um intervalo ainda maior.

A limpeza de pele para cravos costuma chegar até uma hora de duração. E o processo costuma ser dividido em oito passos: higienização, esfoliação, desincrustação, vapor, extração, máscara calmante, aparelho de LED – inserido em casos mais graves e limpezas de pele mais intensas-, máscara final. E nem cogite sair da clínica direto para uma praia, por exemplo. Ou o contrário, fazer a limpeza na pele bronzeada – que pode acarretar em manchas. Depois da limpeza de pele, deve-se evitar a exposição ao sol por até 48 horas. E não esqueça de aplicar o protetor solar.

Por Malanny Serejo

1 Estrela2 Estrela3 Estrela4 Estrela5 Estrela (Ainda sem avaliação)

Deixe um comentário