Mitos e Verdades sobre a Plástica de Redução dos Seios

 

Redução de mamas – mitos e verdades

 

Uma das cirurgias mais recorrentes no Brasil é a que implanta próteses de silicone nos seios, mas, ainda assim, há mulheres que desejam reduzir as mamas, em vez de aumentar. Antes de decidir pela operação, confira alguns mitos e verdades que rondam este procedimento:

 

Conheça as verdades:

 

1 – A mamoplastia de redução pode intervir no aleitamento?
Verdade – Embora não muito recorrente, aproximadamente 5% das pacientes que procuram o procedimento da mamoplastia podem apresentar dificuldades para amamentar. Isto se deve à remoção do tecido mamário e pedículos areolados.

 

2 – O procedimento deixa cicatrizes extensas?
Verdade – Pode ocorrer, sim, no entanto, este fator irá depender muito do tamanho do seio, pois a cicatriz acompanha a quantidade de tecido que é removido.

 

3 – A cirurgia pode enfraquecer a sensibilidade do mamilo ou da mama?
Verdade – São raros os casos, mas é possível ter uma perda parcial na sensibilidade da região da aréola.

 

Agora, conheça os mitos:

 

1 – A técnica não é recomendada para quem tem piercing nos seios, pois pode acarretar infecção?
Mito – O piercing deve ser retirado um mês antes da cirurgia, além de uma assepsia severa do local após a cirurgia.

 

2 – A operação não é indicada para quem pretende engravidar?
Mito –  Deve-se evitar engravidar no primeiro ano após a cirurgia, pois a cicatriz pode dilatar e pigmentar, devido as alterações hormonais. Depois desse primeiro ano, sem problemas.

 

3 – Cirurgia pode ser realizada a partir dos 16 anos?
Mito – A mama ainda não completou seu desenvolvimento nessa idade, por isso se espera os 18 anoscompletos.

 

 

Por Ingrid de Castro.

Deixe um comentário