Mitos e Verdades Sobre Chocolate

Um dos alimentos mais consumidos e adorados, o chocolate possui uma legião de fãs espalhados ao redor do mundo. Muitos desses se dizem verdadeiros “chocólatras”, e não conseguem passar um só dia sem degustar a guloseima. Mesmo delicioso e viciante, o chocolate ainda divide opiniões quanto a sua real posição na nossa dieta. Será ele vilão ou mocinho? Descubra a seguir.

Alguns ainda o veem como inimigo nº 1 de quem pretende emagrecer uns quilinhos. Por outro lado, se consumido em doses moderadas, os especialistas afirmam que ele faz bem, sim, à saúde, por conter boas doses de vitamina , B, C, D e os minerais potássio, sódio, ferro e flúor. Além de aumentar o nível de hormônio responsável pela sensação de bem-estar, a serotonina, tornando-se eficaz no combate à depressão e à ansiedade. Entretanto, em excesso, ele, além de comprometer a silhueta, pode contribuir para aumentar os riscos de doenças cardiovasculares e outros males provocados pela ansiedade.

Conheça alguns mitos e verdades sobre o chocolate:

– Chocolate dá espinhas: Mito. Não há nenhum estudo científico que comprove a ligação direta do chocolate com a acne. Porém um estudo realizado no Departamento de Dermatologia da Escola de Medicina da Universidade da Pensilvânia demonstrou que o consumo de chocolate não estava relacionado ao desenvolvimento ou agravamento da acne. Alguns dermatologistas, no entanto, afirmam que pacientes com propensão à acne relatam piora após a ingestão exagerada de chocolate. Por tanto, a avaliação deve ser personalizada.

– Chocolate é energético: Verdade. Composto em grande parte por açúcar e gorduras, o chocolate alto valor energético.

– Chocolate supre “carência emocional”: Verdade. Porém, muitas vezes a busca desenfreada pelo chocolate pode ser sintomas de carência nutricional, como uma possível deficiência de magnésio (mineral que participa da produção dos neurotransmissores que regulam o humor, a alegria e a satisfação). Por conter substâncias psicoativas, o chocolate ainda atua como um poderoso estimulante do sistema nervoso central, induzindo um bem-estar emocional e a sensação de prazer imediata.

– O chocolate faz bem para saúde? Depende. O chocolate contém teobromina e tiramina, duas substâncias que estimulam os neurônios, melhorando o raciocínio. O coração é beneficiado pela teobromina presente no chocolate, que por ser uma substância estimulante age não apenas no sistema nervoso central, mas também sobre o sistema muscular, favorecendo também o funcionamento do coração. Mas, ao consumir, opte pelo chocolate amargo, feito do cacau puro e sem a adição das gorduras do leite. Pois contém alto teor de flavonóides, antioxidantes que reduzem os riscos das doenças cardiovasculares. A presença do ácido oléico, encontrado no cacau, também controla os triglicérides e aumentar o bom colesterol (HDL).

– As mulheres são mais propensas a se viciarem em chocolate do que os homens? Verdade. As mulheres gostam mais de chocolate, sim. Principalmente durante a fase da TPM, pois ele contém uma substância chamada feniletilamina, que age estimulando a produção de serotonina no cérebro. Por serem psicoativos, os ingredientes contidos no cacau  desencadeiam reações químicas no cérebro, semelhantes às que acontecem em pessoas apaixonadas. O chocolate também fornece doses de feniletilanina, um antidepressivo natural.

– O chocolate é afrodisíaco? Verdade. Por estabilizar os neurotransmissores relacionados a sensações prazerosas, como a dopamina e a serotonina, o doce favorece a liberação de endorfinas e encefalinas que produzem o prazer.

Por Malanny Serejo / Fonte: www.comida.ig.com.br/www.vidaequilbrio.com.

1 Estrela2 Estrela3 Estrela4 Estrela5 Estrela (Ainda sem avaliação)

Deixe um comentário