Moda Vintage 2012

Um termo bastante usado e difundido no meio fashion, o Vintage, na verdade, é designado para roupas que ditaram moda em décadas atrás, mais especificamente dos anos 20 aos anos 60. Para ser condecorada com o título de vintage, a peça deve ter, pelo menos, 20 anos de existência e ser original de fábrica – ou atelier -, não tendo sido ela modificada e apresentar perfeito estado de conservação. Mesmo assim e embora relativamente novas, alguns estilistas atribuem parcialmente o status também à peças criadas nas décadas de 70 e 80.

No sentido literal da palavra, Vintage é uma designação aplicada a colheitas de uvas, em que as condições de produção, colheita, estágio e outros fatores de produção contribuem para uma qualidade excepcional. A sua origem ou significado vem de “vint” relativo à safra de uvas e “age” de idade. Levando a tradução para a moda, tem-se algo que é tido como de excelente qualidade e bom gosto, roupas e acessórios “must have”, de grande aceitação no passado e que hoje vira clássico e atemporal.

Em geral, a definição vintage é atribuída a tudo, desde roupas e acessórios, ícones de uma determinada época.Porém, roupas que tragam efeitos com ares antiguinhos e desgastados, podem ser chamados de vintage, por apresentarem aspecto de usado.

Embora o vintage tenha ganho mais força nas últimas temporadas, não deve-se atribuir ao termo a palavra “tendência”.Pois o vintage define algo atemporal, que ultrapassa as décadas e permanece na moda. Em 2012, a moda vintage revisita principalmente as décadas de 30, 50, 60 e 70, encontrada, sobretudo,  através de peças com comprimento midi, presente em vestidos e saias; cortes retos e estruturados, com referências minimalistas; vestidos rodados com armações, tule e renda; saias rodadas, e no estilo lápis e godê; vestidos com a cintura bem rebaixada com comprimento pelos joelhos; cinturas definidas e bem marcadas; calças cigarrette; estampas listradas e de poás (bolinhas); vestido curtos tubinho e com formato em “A”; peças estruturadas, de estilo minimalistas, coloridas e com estampas gráficas e geométricas; peças fluidas e amplas; estampas florais e étnicas; saias longas, coletes, franjas, aplicações de pedrarias, miçangas, bordados e detalhes artesanais nas peças; além de  cores fortes e ácidas, peças oversize e com caimento exagerado, saltos rústicos e acessórios maxi.

Uma das principais características do vintage é conferir originalidade a uma produção, por ser uma peça que dificilmente será encontrada em lojas comuns, sendo mais presente em brechós e demais endereços especializados no estilo.
O estilo pode ser inserido no look não apenas por meio de roupas, mas também na forma de um acessório, como uma bolsa, um broche, um anel, brincos, colares, pulseiras, sapatos etc.

No entanto, para o visual não correr o risco de ficar caricato, envelhecido ou recatado demais, e você parecendo uma personagem de outra época, é preciso inserir essas peças vintage, sérias e sofisticadas por natureza em um contexto contemporâneo, misturando-a com elementos modernos e informais. Para não errar, prefira escolher apenas uma peça vintage e combine com outras mais básicas e descoladas, como, por exemplo, jeans, camisetas, rasteiras e sapatos sem salto, comprimentos mini e acessórios coloridos.

Veja abaixo algumas fotos com looks da moda vintage e inspire-se!


Por Malanny Serejo / fotos : divulgação

1 Estrela2 Estrela3 Estrela4 Estrela5 Estrela (Ainda sem avaliação)

Deixe um comentário