Muay Thai Emagrece

Modalidade tailandesa originalmente utilizada para defesa pessoal, o Muay Thai era praticado usando-se cordas enroladas nas mãos. Com o passar do tempo as cordas foram substituídas por luvas e algumas regras foram adicionadas à luta. Ao desembarcar no Brasil, rapidamente caiu no gosto dos frequentadores das academias de ginástica, por ser, além de uma ótima técnica de defesa pessoal, um excelente método emagrecedor. Onde, em apenas uma aula, dá para torrar até 1000 calorias! Tudo isso sem deixar o corpo flácido, pois fortalece toda a musculatura corporal, principalmente os tríceps, ombros e trapézio.

Também conhecida como “A arte das oito armas”, o Muay Thai é dividido entre exercícios aeróbios e técnicos. Com foco no preparo físico e a autodefesa, durante suas aulas são intensamente trabalhados, punhos, cotovelos, canelas e pés. O treinamento é feito individualmente, em pares e em conjunto, intercalando períodos de baixa, média e alta intensidade. Socos e chutes são trabalhados durante todo o treinamento, aperfeiçoando a coordenação, o ritmo,  resistência muscular, flexibilidade e o condicionamento cardiorrespiratório

Técnica muito rigorosa, o Muay Thai exige bastante dos praticantes. Além das sessões de alongamento, são feitos muitos exercícios físicos para fortalecimento dos músculos. Na aula também se treinam técnicas de “chute-boxe”, ou seja, chutes diversos e golpes do boxe inglês, junto com joelhadas e cotoveladas.

Além dos benefícios físicos, como coordenação motora, melhora da psicomotricidade, desenvolvimento cardiovascular e aumento da massa muscular magra, o praticante do Muay Thai aprende a manter maior controle sobre sua mente, desenvolvendo um raciocínio mais ágil, autocontrole, confiança e amenizando tensões psíquicas, a exemplo do stress e depressão. Bem como se torna um ser humano melhor, através dos ensinamentos morais de disciplina, respeito, humildade e convivência pacífica com a vitória e a derrota.

 

Por Malanny Serejo

1 Estrela2 Estrela3 Estrela4 Estrela5 Estrela (Ainda sem avaliação)

Deixe um comentário