O que Fazer Quando o Marido não Quer Filhos

Filhos – uma decisão em dupla

 É muito comum ver despertar nas mulheres um grande desejo pela maternidade, afinal de contas somos direcionadas para isto desde pequenas, começando por brincar de boneca, cuidando desta como fosse seu bebê ou talvez ajudando a criar os irmãos mais novos. A responsabilidade, o zelo, a afinidade com as atividades de mãe fazem parte do universo feminino. Nascemos com este dom, pode-se dizer assim.

Tudo acontece em seu determinado momento na vida. Primeiro a infância, depois a adolescência, o início da vida amorosa, o amadurecimento, a busca por objetivos, a realização profissional, a união com uma pessoa que nos completa. Passamos por todas estas etapas até chegar ao momento mais importante da vida, a decisão mais difícil, o encargo que iremos levar para sempre – ser mãe.

Isto parte do interior psicológico das mulheres, sabemos quando estamos prontas. Mas para que isso aconteça, é necessário que o seu companheiro compartilhe deste desejo, certo? Porém não é assim que acontecem, em muitos casos. Às vezes podemos sentir o corpo e a alma prontíssimos para dar este passo, no entanto a outra pessoa ainda acredita que não chegou à ocasião certa para assumir este compromisso.

Seja a vontade de uma condição financeira melhor ou curtir a vida a dois por mais um tempo, sem todos os pesos que uma criança carrega consigo. Educar, alimentar, vestir, cuidar, criar um filho requer dedicação, paciência, estabilidade emocional acima de tudo.

Se o momento do seu companheiro não chegou ainda, aguarde. Forçar uma situação não faria bem a ninguém nesta relação. Um bebê deve ser motivo de alegria, amor e união, para isto a sua chegada deve ser uma vontade duplamente decidida.

 

Por  Ingrid

1 Estrela2 Estrela3 Estrela4 Estrela5 Estrela (Ainda sem avaliação)

Deixe um comentário