Peeling de Fenol

Uma revolução na medicina estética, o peeling de fenol do método Kacowicz foi desenvolvido em 1960 pelo médico e pesquisador Dr. Kacowicz. Ele criou uma nova fórmula que propicia maior segurança tanto para o médico que o aplica quanto para os pacientes que o recebem. Com isso, uma série de peelings foram desenvolvidos, cada um com uma especificação diferente, dos problemas mais superficiais aos mais profundos da pele.

Trata-se de uma esfoliação química profunda da pele, que utiliza o ácido carbólico (substância química conhecida como fenol), que provoca destruição de partes da epiderme e derme, seguida de posterior regeneração dos tecidos. Como resultado, ocorre um aumento das fibras elásticas e colágenas da pele.

Segundo os especialistas, o peeling de fenol é capaz de deixar a pela 20 anos mais jovem em apenas 15 dias, sem anestesia, internação ou cortes. Além de ser mais suave que os peelings tradicionais e trazer bem menos efeitos colaterais.

Contudo, o procedimento é mais complicado de se aplicar. O cirurgião deve ter mãos hábeis e saber exatamente a quantidade de produto que pode ser usada. É necessário sedação antes de começar, e deve ser feito em ambiente hospitalar.

No método, o fenol é aplicado com uma espécie de cotonete, onde o cirurgião deve saber exatamente o quanto colocar e a pressão que deve fazer. Após a aplicação é colocada uma máscara de esparadrapo, que irá cobrir o rosto inteiro. É indicado ficar com ela de 28 a 32 horas. Na hora de retirar é colocado um pó bactericida e secante em todo o rosto. A pessoa terá que reaplicá-lo sempre que for necessário, tendo que usá-lo por 11 dias. Não se pode lavar o rosto ou o cabelo, e deve-se seguir uma dieta à base de líquidos, para não movimentar muito os músculos da face. A pele leva cerca de 4 meses para se regenerar completamente.

 

Por Malanny Serejo

1 Estrela2 Estrela3 Estrela4 Estrela5 Estrela (Ainda sem avaliação)

Deixe um comentário