Plataforma Vibratória Funciona Para Emagrecer

Desenvolvida na década de 80, na antiga União Soviética, a plataforma vibratória foi criada com o objetivo principal de combater a perda de massa óssea e muscular em astronautas na gravidade zero. Apresentando, para estes casos, excelentes resultados. Em seguida, passou ser a ser utilizada na reabilitação física e para melhorar o desempenho dos atletas, onde também funcionou muito bem.

O sistema da plataforma vibratória baseia-se na repetição de estímulos sobre os músculos, tendões e ligamentos; gerando uma contração imediata sobre eles, mas sem sobrecargas. Com a vibração, o equipamento consegue trabalhar 100% os músculos. Onde, adotando diferentes posturas pode-se elevar a potência do exercício em determinadas partes do corpo, tudo sem o menor esforço. Pois com os músculos oxigenados, consegue-se queimar a gordura corporal.

Pessoas que sofrem de osteoporose também tem grandes benefícios na utilização da Plataforma Vibratória, principalmente os idosas e sedentários; devido a vibração obtida na máquina melhorar a concentração de cálcio nos ossos.

Embora não faça milagres, a Plataforma Vibratória tem, sim, a capacidade de ajudar na redução de peso e otimizar o treinamento físico, por reduzir e inibir a formação de células adiposas (de gordura) no organismo. Pessoas de qualquer idade ou condição física podem utilizar a plataforma vibratória. Não existindo nenhuma contra-indicação ao seu uso. As seções na plataforma devem durar de 10 à 15 minutos, no máximo 3x por semana, e serem associados à outros exercícios para obtenção de melhores resultados.

Mas atenção, seu uso é contra-indicado nos casos de:

– inflamações agudas;

– infecções e/ou febre;

– artropatia e artroses agudas;

– artrite reumatóide aguda;

– enxaqueca aguda;

– feridas pós-operatórias;

– implantes metálicos ou sintéticos como marca-passos,

– válvulas cardíacas artificiais,

– endopróteses vasculares recentes,

– gravidez;

– tromboses agudas ou agravamento dos ataques cardíacos;

– problemas graves nas costas como hérnia de disco aguda;

– osteoporose severa;

– espasticidade;

– Atrofia de Sudek em estado I;

– tumores com metástases no sistema – músculoesquelético

– vertigem posicional paroxística benigna.

 

 

Por Malanny Serejo

1 Estrela2 Estrela3 Estrela4 Estrela5 Estrela (Ainda sem avaliação)

Deixe um comentário