Pneumonia como Evitar

A pneumonia é uma infecção ou inflamação nos pulmões. Ela pode ser causada por vários microorganismos diferentes, incluindo vírus, bactérias, parasitas ou fungos. Esta doença é muito freqüente e afeta pessoas de todas as idades. A metade de todos os casos de pneumonia é causada por bactérias e, destas, o pneumococo é o mais freqüente. Normalmente, a doença se desenvolve quando, por algum motivo, há uma falha nos mecanismos de defesa do organismo.

A pneumonia pode desenvolver-se por três mecanismos diferentes: um deles, bem freqüente, ocorre quando a pessoa inala um microorganismo, através da respiração, e este chega até um ou ambos pulmões, onde causa a doença. Outra maneira freqüente é quando bactérias, que normalmente vivem na boca, se proliferam e acabam sendo aspiradas para um local do pulmão. A forma mais incomum de contrair a doença é através da circulação sangüínea. Uma infecção por um microorganismo em outro local do corpo se alastra e, através do sangue que circula, chega aos pulmões, onde causa a infecção.

A pneumonia bacteriana clássica inicia abruptamente, com febre, calafrios, dor no tórax e tosse com expectoração (catarro) amarelada ou esverdeada que pode ter um pouco de sangue misturado à secreção. A tosse pode ser seca no início. A respiração pode ficar mais curta e dolorosa, a pessoa pode ter falta de ar e em torno dos lábios a coloração da pele pode ficar azulada, nos casos mais graves.

Em idosos, confusão mental pode ser um sintoma recorrente, além da piora do estado geral (fraqueza, perda do apetite e desânimo, por exemplo). Nas crianças, os sintomas podem ser difíceis de detectar que se trata de pneumonia, geralmente diminuição do apetite, choro e febre. Outra alteração que pode ocorrer é o surgimento de lesões de herpes nos lábios, por estar o sistema imune debilitado. Em alguns casos, pode ocorrer dor abdominal, vômitos, náuseas e sintomas do trato respiratório superior como dor de garganta, espirros, coriza e dor de cabeça.

Para evitar a pneumonia, já existe no mercado a vacina contra o vírus influenza e outra contra o pneumococo, que podem diminuir as chances do aparecimento das doenças causadas por estes germes, incluindo a pneumonia. De preferência, elas devem ser tomadas antes do início do inverno. A vacina contra o vírus influenza deverá ser tomada anualmente, sobretudo, em idosos e pessoas com maior risco de ter uma pneumonia:pessoas com o vírus HIV, com doenças renais, asplênicos (pessoas que não tem baço, orgão essencial na defesa do corpo), alcoolistas ou que apresentem outras condições que debilitem o sistema de defesa do organismo. Esta vacina tem a duração de aproximadamente cinco anos. Porém, em alguns casos, deverá ser repetida após o término deste período. Algumas medidas simples também podem ajudar a prevenir a pneumonia, como manter cuidados com a higiene e uma dieta rica em frutas e vegetais, que possuem vitaminas, ajudando a reforçar a imunidade, sistema de defesa do organismo às infecções.

 

Por Malanny Serejo /Fonte: www.abcdasaude.com.br.

1 Estrela2 Estrela3 Estrela4 Estrela5 Estrela (Ainda sem avaliação)

Deixe um comentário