Prisão de Ventre Causas e Tratamentos

 

A Prisão de ventre, é o nome popular dado à constipação ou ainda obstipação, que consiste na dificuldade para eliminar fezes, devido à retenção do bolo fecal no intestino grosso. A prisão de ventre pode trazer grandes prejuízos a qualidade de vida, como para a estética da pessoa. Devido ao intestino preso, a pele e o cabelo sofrem alterações e o hálito perde o frescor. Com o  acúmulo de gases, pode ocorrer mal estar, mau humor e lentidão no raciocínio.

A prisão de ventre, quando não tratada a tempo, pode ser responsável por inúmeros outros problemas, desde hemorróidas e apendicite, à acnes, intoxicação geral do organismo, inflamação do abdômen, flatulência, fezes duras, irritabilidade, sensação de estufamento e dores abdominais. O sedentarismo e manter o costume de se deitar logo em seguida das refeições também são fatores que podem contribuir para o aparecimento da prisão de ventre.

As causas da cosntipação incluem, em geral, dieta pobre em alimentos ricos em fibras, frutas e verduras (o que impede o deslocamento dos alimentos pelo intestino), pouca ingestão de água e pouca atividade física; além do hábito de constantemente adiar a ida ao banheiro, ou por efeitos colaterais de algum medicamento, estresse, depressão, e ainda doenças relacionadas ao cólon ou ao reto.

Uma das maneiras mais eficientes de prevenir e tratar a prisão de ventre é procurando mastigar corretamente os alimentos ingeridos. Bem como, adotar uma dieta saudável, que evitem principalmente o consumo de pimentas, refrigerantes, frituras e doces. Mas, sim, fazer uso de uma dieta que priorize alimentos frescos e integrais. Além de tomar bastante água ao longo do dia, no mínino, 2 litros. Isso vai deixar as fezes mais maleáveis e, com isso, facilitar  a evacuação. Os chás também são bons aliados, pois estimulam o correto funcionamento do intestino.

Porém, a utilização de laxantes, sem recomendação médica, deve ser evitada. Visto que, em alguns casos, quando utilizados sem orientação e por longos períodos, eles podem agravar ainda mais o quadro de prisão de ventre.

 

Por Malanny Serejo

Deixe um comentário