Prós e Contras da Reposição Hormonal

Reposição hormonal é a solução? 

Não tem como evitar, um dia a idade chega e os sinais dela começam a aparecer. Por fora tudo pode estar no lugar, mas nem sempre o organismo se conserva da mesma forma que o exterior do nosso corpo. Um dos principais sinais são os problemas causados pela menopausa. Para suavizá-los, muitas mulheres apostam na reposição hormonal.

Na maioria das vezes esse momento acontece na fase dos 50 anos. Esta é a etapa da vida em que o nosso corpo passa por modificações bruscas, a principal delas é interrupção da capacidade de reprodução, até o fim da menstruação para sempre. Logo, começam os sintomas da menopausa, que englobam ondas de calor, alterações no humor, insônia, entre outros.

Essa fase de sintomas da menopausa pode durar entre dois e cinco anos, geralmente. Para amenizá-los, muitos ginecologistas indicam a reposição hormonal, mas agora essa prescrição tem sido reavaliada. Ela é muito útil, porém serve apenas para mulheres que estiverem de fato sofrendo com os problemas da nova fase. Além disso, também são indicados somente para aquelas que não possuem histórico de câncer de mama na família.

A reposição hormonal é feita com os hormônios estrogênio e progestagênio. Ela melhora os problemas como a insônia, o enfraquecimento dos ossos, a aparência dos cabelos, a libido, o ressecamento da pele e outros. No entanto, além dos riscos de desenvolvimento de câncer de mama e útero, ainda é preciso lembrar sobre a retenção de líquido e aumento de apetite, que podem resultar em um aumento de aproximadamente dois quilos no seu peso normal.

 

Por Ingrid de Castro.

1 Estrela2 Estrela3 Estrela4 Estrela5 Estrela (Ainda sem avaliação)

Deixe um comentário