Receitas Caseiras Contra Oleosidade nos Cabelos

Três receitas anti-oleosidade

Os cabelos são alvo de muita dedicação quando se fala em vaidade feminina. Eles podem sofrer danos por várias razões e muitas vezes já possuem algumas desvantagens por natureza. Secos, oleosos, lisos, ondulados, cacheados, crespos, volumosos, opacos, quebradiços e muitas mais podem ser as características dos seus cabelos. É importante identificar qual é o seu tipo para que seja possível resolver a situação.

Para muitas coisas hoje em dia já existe solução, os cabelos volumosos, crespos e cacheados, por exemplo, já podem ser resolvidos com uma das dezenas de escovas progressivas disponíveis no mercado. No entanto, há um tipo de cabelo que, infelizmente, nunca terá cem por cento do seu problema resolvido, são os oleosos. Pois é, porque é tão difícil controlar a oleosidade dos fios?

O excesso de óleo nos cabelos não pode ser resolvido para sempre, mas há tratamentos que, inclusive, podem ser feitos em casa para que esse problema fique sob controle. Acabar com a oleosidade não dá, mas controlar sim. Existem muitas receitas caseiras que ajudam nesse processo. Veja algumas:

Receita – no liquidificador, bata uma maçã pequena e o suco de meio limão com meio copo de água mineral. Aplique no cabelo antes de lavar. Deixe agir por 15 minutos, enxágue e lave como de costume

Receita – 1 litro de água; 1 col. (sopa) de juá; 1 col. (sopa) de cravo-da-índia; 1 punhado de calêndula; 1 punhado de rosa vermelha; 1 col. (sobremesa) suco de limão. Coloque a água no fogo. Quando começar a borbulhar, acrescente as ervas e desligue o fogo. Deixe esfriar, coe e misture com o limão. Após lavar o cabelo com xampu para cabelos oleosos, enxágue com a mistura. Repita o procedimento duas vezes por semana.

Receita – adicione ¼ de xícara (chá) de babosa ao seu shampoo ou apenas espalhe normalmente nos fios. Depois lave os cabelos como de costume. A textura gelatinosa da planta cela o fio inibindo a oleosidade por alguns dias. Repita duas vezes por semana.

 

Por Ingrid de Castro.

Deixe um comentário