Sarampo Sintomas e Tratamento

Doença infecciosa, altamente contagiosa, o Sarampo faz parte do grupo das doenças que se manifestam por alterações marcantes da pele, exantema eritematoso (pele avermelhada, com placas tendendo a se unirem) e com comprometimento de vários órgãos;sendo causado por um vírus chamado Morbili Vírus.

O sarampo é tido como a mais grave das chamadas doenças comuns da infância: complicações graves e morte ocorrem em até 3/1000 casos. Os homens e os macacos são os únicos animais que abrigam naturalmente esse vírus. Gotículas da respiração e mesmo o ar com o vírus ainda vivo são responsáveis pela disseminação da doença. O período de contaminação se inicia 3 a 4 dias antes e vai até 4 a 5 dias após o surgimento das lesões da pele (rash cutâneo). O tempo que leva entre a contaminação e o aparecimento dos sintomas (período de incubação) é em média 2 semanas.

Os sintomas do sarampo costuma ser:

Febre muito alta;

Tosse intensa;

Coriza;

Conjuntivite;

Exantema máculo-papular (pele com placas ásperas avermelhadas).

O diagnóstico da doença é feito através do exame interno da bochecha do doente, que permite identificar pequenos pontos branco-amarelados (enantema de Koplick) que confirma o diagnóstico.A história do paciente e o exame clínico permitem o diagnóstico na quase totalidade dos casos. Onde, em situações mais difíceis, a presença de anticorpos (reação do organismo para se defender desse vírus) no sangue é confirmatória da doença.

O tratamento do sarampo, na grande maioria das vezes, é voltado para diminuir os sintomas como febre e tosse, ou para combater alguma complicação quando antibióticos são usados. Os casos muito especiais e graves podem necessitar medicação do tipo gama globulina anti-sarampo, visando o próprio vírus ou o reforço da capacidade de defesa geral da pessoa.

Por Malanny Serejo / Fontes: drauziovarella/abcdasaude

1 Estrela2 Estrela3 Estrela4 Estrela5 Estrela (Ainda sem avaliação)

Deixe um comentário