Sintomas da Dengue e Tratamento

Doença infecciosa causada pelo mosquito Aedes Aegypti, a Dengue tem como causa qualquer uma das quatro variedades (sorotipos) do vírus da dengue. Os sorotipos (variedades) são identificadas pelas siglas DEN-1, DEN-2, DEN-3 e DEN-4. A dengue não é transmitida de homem para homem, apenas com a ação do mosquito. Cada um dos tipos de vírus causa uma enfermidade diferente, que pode ser grave e mortal. Cada sorotipo proporciona imunidade à pessoa afetada pela doença, sendo específica para toda a vida. A imunidade cruzada (de um para o outro sorotipo) é de curta duração (meses), como são quatro variedades, uma pessoa pode ter dengue quatro vezes.

Os sintomas da dengue são classificados em quatro diferentes síndromes:

– Febre indiferenciada;

– Febre de dengue (Dengue Clássica);

– Dengue hemorrágica, o DH;

– Síndrome do choque da dengue – A síndrome de choque é na realidade a forma mais grave de Dengue Hemorrágica(DH).

O diagnóstico é feito a partir dos dados de anamnese e exame físico. Nos dados de anmnese analisam-se a história de possíveis viagens do doente para lugares com dengue endêmico, bem como o tempo entre o aparecimento dos sintomas e o retorno da viagem. A incubação da dengue varia de 3 a 15 dias.

A avaliação clínica do paciente com febre da dengue é realizada mediante exame clínico completo, que compreende: Prova de torniquete; Determinação de Pressão arterial;Procura por sangramentos;Observação da hidratação;Pesquisa de derrames.Além de diagnósticos diferenciais da dengue,  provas de laboratório clínico (Hemograma com contagem de plaquetas,Dosagem de Albumina e Proteínas séricas, Provas de função hepática e coagulação,Urina procurando hematuria microscópica). E Provas específicas para dengue (Isolamento do vírus – amostra de entre 5º-7º dias -,Serología IgG e IgM anticorpos antidengue – 12º dias-).

A cura da dengue nem sempre necessita de tratamento hospitalar e hidratação endovenosa. Em boa parte dos casos, a doença pode ser tratada em casa. Isso, em dengues que não apresentam manifestações hemorrágicas e nos pacientes que se mantém Normotensos (com a pressão normal). Para os casos com manifestações hemorrágicas discretas e aferimento de pressão arterial moderadamente baixa, o tratamento a ser feito é o com recursos intermediários, necessitando hidratação pela veia.

O Tratamento Hospitalar com de UTI é resrvado aos casos com  sídrome de choque por dengue, para eles, a hidratação é extritamente venosa. Os principais objetivos do tratamento, são: asseguar a hidratação, aliviar os sintomas como, dor, febre e vômitos, Tranquilizar o paciente, vigiar e prevenir as eventuais complicações e tratá-las precocemente.Antipiréticos e analgésicos evitar o uso de aspirina e fármacos anti-inflamatórios não esteroides, protegendo assim a função plaquetária.Vigiar a insuficiência circulatória através de: pressão sanguínea, hematócrito, contagem de plaquetas e nível de consciência.

 

Por Malanny Serejo / Fonte: www.abcdasaude.com.br.

 

1 Estrela2 Estrela3 Estrela4 Estrela5 Estrela (Ainda sem avaliação)

Deixe um comentário