Tirar ou não as cutículas – qual é o método mais saudável?

Não cortar cutículas

A maioria das mulheres que se considera vaidosa mantém uma rotina de cuidados especiais não somente com o corpo, mas também com as unhas. Uma mão com unhas bem feitas faz toda a diferença, por isso, além dos esmaltes sempre em dia, também é essencial cuidar da aparência das cutículas. E por falar nelas, você sabe o que é mais saudável – retirá-las ou não? Confira:

Grande parte das mulheres acaba retirando as cutículas e isso pode acontecer, muitas vezes, por falta de informação. Como acabamos entrando nessa preocupação com a beleza bem cedo, a falta de orientação pode fazer com que cometamos erros. A cutícula não está ali à toa, ela é uma proteção para o nosso organismo. Quando a retiramos, estamos abrindo uma porta para microorganismos.

Atualmente, muitos especialistas no assunto aconselham que o melhor a fazer é usar produtos que reduzam a espessura das cutículas e evitar o corte. Sempre que você for fazer as unhas, apenas use uma espátula especial para dar aquela empurrada de leve, liberando a raiz das unhas.

fazer-cuticula

Cortando as cutículas temos a impressão de que as unhas ficam mais bonitas, mas o que não sabemos é que quanto mais cortamos, mais elas crescem e também ficam grossas. O ideal é usar esses produtos hidratantes e que ajudam a reduzir as cutículas. Não é nenhum milagre, leva algum tempo para que os bons resultados apareçam, mas vale a pena.

A aparência dos dedos com as cutículas bem cuidadas e não cortadas é muito melhor. Assim, você evita aquelas peles que ficam saindo nas laterais da unha e também os machucados, além de estar protegendo seu organismo de maneira muito saudável e simples.

 

Por Íngrid de Castro

1 Estrela2 Estrela3 Estrela4 Estrela5 Estrela (Ainda sem avaliação)

Deixe um comentário