Tudo Sobre Intolerância à Lactose

Intolerância à Lactose é, por definição, a incapacidade do organismo aproveitar a lactose, ingrediente característico do leite animal ou derivados (laticínios) que produz alterações abdominais, na grande maioria das vezes, diarréia, que é mais evidente nas primeiras horas seguintes ao seu consumo.

Na superfície mucosa do intestino delgado há células que produzem, estocam e liberam uma enzima digestiva (fermento) chamada lactase, responsável pela digestão da lactose. Quando esta é mal absorvida passa a ser fermentada pela flora intestinal, produzindo gás e ácidos orgânicos, o que resulta na assim chamada diarréia osmótica, com grande perda intestinal dos líquidos orgânicos.

Existem pessoas que nascem sem a capacidade de produzir lactase e, enquanto bebês, sequer podem ser amamentados, pois surge implacável diarréia. Por outro lado, em qualquer época da vida pode aparecer esta incapacidade de produção ou uma inibição temporária, por exemplo, na seqüência de uma toxinfecção alimentar que trouxe dano à mucosa intestinal.



Os sintomas podem variar de pessoa a pessoa e de acordo com a quantidade de leite e derivados ingerida. Assim, a maioria dos deficientes de lactase pode ingerir o equivalente a um ou dois copos de leite ao dia, desde que com amplos intervalos e não diariamente. Ainda que minoritários, não são raras as pessoas que, desde pequenas, evitam ou não gostam do leite, mesmo sem se darem conta que são assim porque o leite e derivados lhes faz mal.

Os pacientes percebem aumento de ruídos abdominais, notam que a barriga fica inchada e que eliminam mais gases. Quando a dose de leite ou derivados é maior surge diarréia líquida, acompanhada de cólicas. A queixa de ardência anal e assadura também é muito citada, devido a acidez fecal que passa a ser intensa (pH 6,0).

Uma vez caracterizado o diagnóstico de intolerância a lactose, o seu tratamento e prevenção pode ser feito excluindo o leite e laticínios da dieta. Ou mesmo usando-os; a prevenção é realizada mediante a tomada de fermento sintético antes de qualquer ingestão de lactose. Contudo, existem medicamentos, inclusive antidiarréicos e anti-reumáticos, que contêm lactose na sua formulação, ou seja, no pó ou no líquido necessário para poder conter a substância básica num comprimido ou solução; informação importante na hora de avaliar os efeitos indesejáveis referidos pelos usuários.

 

Por Malanny Serejo

1 Comentário

  • […] A intolerância à lactose é um problema cada vez mais comum e, mesmo assim, que ainda causa muitas dúvidas e incertezas. A intolerância à lactose nada mais é que um problema desenvolvido em pessoas que não consegue fazer a digestão de alimentos à base de leite e seus derivados. Isso ocorre ou porque não produzem a enzima lactase ou a produzem em quantidade baixa. […]

Deixe um comentário