Alongamento Para Unhas

Os alongamentos de unhas tem feito bastante sucesso nos salões pelo Brasil, e também conquistado as mãos de muitas celebridades, como Luiza Brunet e Luciana Gimenez, que já se dizem fãs da técnica. Que, prática, permite às mulheres ganharem unhas lindas, compridas e sedutoras, em questão de minutos.

Em geral, os alongamento para unhas são feitos utilizando unhas de acrílico, porcelana, gel e silicone, os mais indicados são as de acrílico e porcelana, que são mais resistentes, duráveis e oferecem uma aparência muito natural. Além disso, a técnica é perfeita para mulheres que sofrem com o péssimo hábito de roer unhas, ou para aquelas que possuem unhas fracas, que descamam ou ainda, para fazer bonito em um evento especial.

Leia Também  Veja quais são os esmaltes mais desejados dessa temporada

Método seguro, como o alongamento para unhas pode-se realizar qualquer atividade do dia-a-dia normalmente, bem como a técnica contribui para manter o esmalte intacto por até 2 semanas. Contudo, é importante salientar que o alongamento de unhas não é um procedimento apenas estético, e que deve ser realizado sempre por uma boa profissional, experiente no assunto, que vai poder indicar a melhor forma de fazer a manutenção da técnica em casa, para manter as unhas longe de qualquer infiltração de fungos, e sempre saudáveis.

O alongamento para unhas é feito com resina acrílica, desde a base da unha até o comprimento desejado, sendo esculpida artesanalmente uma a uma, sem o uso de cola. Pode durar de 1 a 3 meses se a manutenção for feita corretamente. E manutenção do método é essencial para a durabilidade do
alongamento e deve ser feita, em média, a cada 15 a 20 dias.
Esta consiste em remodelar o formato da unha acrílica, preencher com mais material o espaço entre o crescimento da unha e o alongamento, e selar novamente o alongamento para evitar infiltrações e descolamentos.

Leia Também  Como fazer o esmalte da unha durar mais

Entretanto, o procedimento não é indicado para pessoas diabéticas, gestantes, alérgicos à produtos químicos, ou que frequentam assiduamente praias, piscinas ou que pratiquem esportes de alto-impacto.

 

Por Malanny Serejo

Deixe uma pergunta ou sugestão abaixo!