Saiba como evitar o bicho geográfico durante o verão

Como evitar o bicho geográfico durante o verão

Como evitar bicho-geográfico no verão 1

A temporada de primavera e verão já começou, juntamente com ela também chegaram as altas temperaturas, fazendo com que as areias das praias fiquem lotadas de turistas. Apesar de tantas coisas boas e momentos divertidos que o verão pode oferecer, também há o lado negativo que fica por conta dos riscos de contração das principais e mais comuns doenças desta época do ano. O bicho geográfico é um desses tipos de doenças comuns de verão. Vamos saber mais sobre ele e como evita-lo:

O que é o bicho geográfico e como se contrai

Para começar entendendo o que é o bicho geográfico, seu nome científico é Larva Migrans Cutânea, que também é o nome da larva que está presente nas fezes de animais domésticos, tais como cães e gatos. Sendo assim, a contaminação não ocorre apenas nas praias, mas simplesmente em qualquer local em que animais possam ter defecado, inclusive no quintal da sua casa. A principal forma de contaminação é andando de pés descalços sobre esses lugares que possam estar contaminados pelas larvas.

Leia Também  Remédios caseiros para dor de cabeça

Quais são os principais sintomas do bicho geográfico

Após contrair o bicho geográfico a pessoa deve começar a sentir os primeiros sintomas da doença. Um dos sintomas mais comuns desta doença de pele é a coceira, que tende a se manifestar logo em seguida que a pessoa é contaminada pela larva, fala-se que à noite é mais comum a coceira se tornar intensificada.

A larva, após se instaurar sob a pele do paciente começa a se movimentar sem parar, andando cerca de 1 cm por dia. A larva pode entrar em qualquer parte do corpo, mas é mais comum que ela adentra a pele pelos pés, pois, com o hábito de andar com os pés descalços nas áreas em que os animais domésticos fazem as suas necessidades fisiológicas, a chance de contaminação é muito maior.

Leia Também  Aprenda cuidar bem da sua gengiva

A principal característica da doença com bicho geográfico

Além da coceira, uma das características e sintomas do problema com o bicho geográfico é a lesão que ele causa na pele, a qual se assemelha a um mapa, devido ao desenho que ele faz ao percorrer sob a pele. Esse desenho parecido com um mapa, em geral, possui uma cor avermelhada e tende a ficar um pouco mais inchado que o restante da pele.

Para tratar o bicho geográfico o paciente por aplicar compressas de gelo para reduzir a coceira e findar a larda, além de usar um tipo de pomada.

 

Por Íngrid de Castro

Deixe uma pergunta ou sugestão abaixo!