Tratamentos Para Bronquite

Doença inflamatória das vias aéreas, a bronquite, vem sempre acompanhada por episódios e sintomas frequentes de tosse, sibilância e dispnéia. De acordo com estatísticas da área da saúde, mundialmente, a prevalência da asma triplicou nos últimos 30 anos, sendo a bronquite, uma das doenças mais comuns na infância. E grande responsável por boa parcela de atendimentos de urgência e internações em todo o país.

Para cada tipo de bronquite, existe um tratamento diferente, que pode ser:

– Tratamento da bronquite aguda: grau inicial da bronquite – principal sintoma é a tosse seca insistente-, é possível tratar a bronquite aguda com medicamentos antitosse, como a codeína, o dextrometorfano, a noscapina, etc.

Contra as dores, o paciente pode tomar antálgicos ou antipiréticos – o paracetamol, por exemplo. Para tratar uma tosse produtiva com expectorações, podem ser utilizados fluidificantes ou expectorantes, que fluidificam e expelem o muco.

Leia Também  Benefícios do Ômega 3

Embora alguns especialistas defendam que a prescrição de expectorantes não tem fundamentação científica no tratamento da bronquite aguda. Peça sempre orientações em uma farmácia. Os fluidificantes – que diminuem a viscosidade do muco – são feitos à base de N-acetilcisteína, encontrados na forma de comprimidos, comprimidos efervescentes e sachês.

E também à base de carbocisteína, na forma de xarope contra a tosse – expectorantes salinos ou feitos de extratos de plantas – guaifenesina ou ipéca. Nos casos mais graves, de superinfecção bacteriana, só o médico poderá prescrever os antibióticos usados.

– Tratamento da bronquite crônica: para esses casos, a primeira medida a ser tomada é buscar primeiro a causa que provoca esta afecção e eliminá-la o quanto antes. Na maioria das vezes, a causa se dá pela fumaça do tabaco, portanto, se você fuma, será necessário tentar parar de fumar antes que seja tarde demais.

Leia Também  Alimentação do Bebê de 8 Meses

Se as causas forem alguns agentes químicos ou poluentes, também será necessário parar ou limitar se expor a essas fontes desencadeadoras da bronquite crônica. Mesmo após curar, ou pelo menos, ter amenizado a causa, a bronquite crônica persistir, apenas o médico indicará os tratamentos medicamentosos específicos. Que podem ser com fluidificantes, broncodilatadores, antibióticos (em caso de infecção bacteriana), e para casos mais graves, até com a prescrição de oxigênio.

Por Malanny Serejo

Deixe uma pergunta ou sugestão abaixo!